Menu
tera, 20 de abril de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JANEIRO

Contrato de permuta de imóveis não registrado em cartório tem validade, diz STJ

6 Mai 2011 - 17h32Por Campo Grande News

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) considerou legal o contrato de permuta de imóveis não registrado em cartório, ao analisar um processo do Rio de Janeiro.

Ao analisar um recurso contra decisão anterior do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, O STJ entendeu que o fato de o contrato de permuta de bem imóvel ainda não ter sido devidamente registrado em cartório não confere a uma das partes a prerrogativa de desistir do negócio.

No caso em questão, uma das partes que recebeu o imóvel ajuizou ação anulatória de ato jurídico, pedindo que fosse desfeita a permuta de imóveis, sob a alegação de que o bem entregue não reunia as características prometidas. O autor da ação também pediu indenização.

Em primeiro, o pedido foi julgado improcedente. O entendimento foi de que “o negócio jurídico se consumou e não restou demonstrado qualquer vício de vontade que dê causa à anulação do negócio jurídico”. O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro manteve a sentença.

Inconformado, o autor recorreu ao STJ. A relatora do processo, a ministra Nancy Andrigui, considerou que, apesar do ordenamento jurídico determinar que titular do direito de propriedade é aquele em cujo nome está transcrita a propriedade, não há não há como ignorar que o contrato particular de alienação de bem imóvel, “ainda que desprovido de registro, representa autêntica manifestação volitiva das partes, apta a gerar direitos e obrigações de natureza pessoal, ainda que restritas aos contratantes”.

“Portanto, o fato do contrato de permuta em questão ainda não ter sido devidamente registrado em cartório, não confere ao recorrente [o que recebeu o imóvel] a prerrogativa de desistir do negócio. Do contrário, aquele que viesse a se arrepender de transação envolvendo imóveis poderia simplesmente se recusar a promover o registro, de modo a invalidar o negócio, beneficiando-se de sua própria torpeza”, escreveu a relatora.

Deixe seu Comentário

Leia Também

INSS - CONFIRA
INSS: Trabalhador não pode mais se aposentar por tempo de contribuição
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Auxílio Emergencial: Veja como recorrer o benefício para ganhar até R$ 375
BONITO - MS - ATENDIMENTO PÓS-COVID
PÓS-COVID: Centro de Especialidades em Reabilitação atende pacientes em sua recuperação em Bonito
Ao menos sete variantes da covid-19 circulam em Campo Grande - Crédito: André de Abreu ALERTA PARA VARIANTE
Campo Grande possui ao menos sete variantes do coronavírus
PLANTÃO POLICIAL JARDIM - CASO DE POLÍCIA
Morador de Jardim é preso com R$ 5 milhões em crack e cocaína no Paraná
FOTO: AGEPEN AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Com o objetivo de padronizar as ações, Agepen institui o Projeto de Remição pela Leitura em presídio
BONITO - MS - VACINAÇÃO CONTRA COVID
Com sentimento de alívio e esperança, idosos com 61 anos e com comorbidades são imunizada em Bonito
DROGAS AÇÃO DO DOF
Traficante abandona F4000 com quase 4 toneladas de maconha em mata
BOMBEIROS DE LUTO
BOMBEIROS DE LUTO: Militar morre por complicações da Covid em MS
FUNTRAB BORA TRABALHAR
BORA TRABALHAR: Com 958 vagas em 25 cidades de MS, Miranda, Jardim e Guia Lopes na lista