Menu
quarta, 23 de setembro de 2020
Busca
ZAP INFORMÁTICA

Casal é preso suspeito de esquartejar e retirar feto de menina em Costa Rica

19 Mar 2011 - 09h31Por Campo Grande News

O casal Robson e Inácia foi preso suspeito de esquartejar Vanessa Ferreira da Silva, desaparecida desde 2006. Testemunha-chave no processo aponta ainda que os dois cortaram a barriga dela para retirar o feto, já que a adolescente estava grávida, supostamente de Robson. Apontado como co-autor no crime, um homem identificado como Celso também foi preso.

A garota sumiu em 12 de dezembro de 2006, quando tinha 15 anos. Ela foi vista pela última vez na residência do casal, a Rua J, no Bairro Vale do Amanhecer, em Costa Rica, município distante 305 quilômetros de Campo Grande.

O delegado responsável pelas investigações, Cleverson Alves dos Santos, explica que três testemunhas-chave revelaram detalhes do assassinato e, por este motivo, pediu a prisão temporária dos suspeitos.

A Justiça acatou o pedido, que tem validade de 30 dias. O casal, preso hoje, nega qualquer participação no sumiço da adolescente.

Desde 03 de março a Polícia faz escavação na residência onde o casal morava à época. Durante os trabalhos a Polícia encontrou um osso semelhante ao úmero, do braço.

O osso será submetido à perícia para saber se é ou não de Vanessa. Vanessa foi vista pela última vez nesta casa, onde Robson e Inácia moravam.

Testemunha ouvida pela Polícia contou que Vanessa disse que dormiria na casa com os dois. Eles mantinham uma espécie de triângulo amoroso e a adolescente estaria grávida do rapaz, conforme outra pessoa ouvida pela Polícia.

Na casa que onde a Polícia fez escavação, mora outra família. O imóvel passava por reforma na época em que Vanessa desapareceu.

Foi feito concreto na casa e, para a escavação, a Polícia teve de retirá-lo. Um mutirão foi feito para terminar os trabalhos nesta casa, mas apenas este osso foi encontrado.

O delegado explica que o advogado do casal disse que no quintal um cão teria sido enterrado depois do desaparecimento da adolescente. No entanto, nenhum osso animal foi encontrado.

“Só havia este osso que é muito parecido com humano”, completa.

Segundo o delegado, um mês depois que Vanessa desapareceu a casa já estava coberta pelo concreto e o casal se mudou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FOGO NO PANTANAL
Bombeiros de MS e PR resgatam ribeirinhos durante combate a incêndios no Amolar
COVID-19
IDB INFORMA: mesmo com a cidade lotada no último feriadão, casos de covid não aumentaram em Bonito
AMEAÇA
Homem deve pensão, acha ruim de mulher levar caso para justiça e ameaça vítima de morte, em Bonito
COVID-19
Bonito busca soluções para melhorar fiscalização na cidade
Encontro
Pelo segundo ano, Amazônia será tema de Bolsonaro em discurso na ONU
ECONOMIA
Atividade industrial de MS recupera mesmo patamar de produção anterior à Covid-19
Procurado pela polícia
Padrasto de menina baleada na boca fugiu de posto de saúde
Meteorologia
Previsão de temperaturas amenas nesta terça-feira, em Bonito
FESTIVAL BRASIL SABOR
BRASIL SABOR: Reúne mais de 40 estabelecimentos de Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Bonito
Morador de rua dormindo embaixo das tendas - Crédito: Ligado na Redação/Dourados News CORONAVÍRUS NO MS
Tenda instalada para auxílio durante a pandemia é usada de abrigo por morador de rua