Menu
quinta, 21 de janeiro de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JANEIRO

Caminhoneiro é preso por uso de rebite após acidente na Capital

12 Mai 2011 - 10h53Por Campo Grande News

O caminhoneiro Célio Pereira, 44 anos, foi preso por dirigir sob efeito de substâncias psicoativas após tombar com o veículo, no macroanel rodoviário, em Campo Grande. Situações de prisão pela ingestão de medicamentos que deixam motoristas “ligados” são raras, de acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), que não tem dados sobre os casos.

A prisão foi no dia 28 de abril após ele, que conduzia uma carreta bitrem, invadir a pista contrária, quase bater de frente com outro veículo e tombar no acostamento.

Exame clínico constatou “sinais compatíveis com a ingestão de medicamentos”, segundo o delegado Márcio Rogério Custódio, responsável pela autuação. Conforme a autoridade policial, Célio confessou inicialmente a ele que havia tomado remédio para não dormir.

Diante da confissão e do laudo clínico assinado por um médico, o qual verificou que o caminhoneiro estava no segundo estágio de sonolência, o delegado o autuou em flagrante. Ele apresentava sonolência e confusão mental.

Apesar de ter confessado que tomou remédio para não dormir, Célio falou depois que havia sido vítima do golpe boa noite cinderela. Golpe geralmente praticado por mulheres que dopam homens para tirar deles dinheiro e objetos de valor.

A versão do caminhoneiro não convenceu o delegado, o qual arbitrou fiança de R$ 1 mil. O valor foi pago pela empresa pela qual Célio estava trabalhando. Ele tinha saído de Rondonópolis, Mato Grosso, e seguia para Maringá, Paraná.

Caso a Justiça entenda que não há provas suficientes para condenar Célio por dirigir sob efeito de uso de substâncias psicoativas, ele pode ser ‘enquadrado’ por expor a perigo a vida de outras pessoas.

Ligadões- A PRF explica que é comum o uso de medicamentos por parte de caminhoneiros, no entanto, não tem números, e alega que mandá-los para a cadeia é raro, pois na maioria das vezes não há elementos suficientes para sustentar que de fato ingeriram “rebite”.

O nome é dado à mistura de medicamentos à base de anfetaminas com a cafeína, encontrada na Coca-cola e em energéticos. A combinação deixa a pessoa com mais energia e evita o sono.

Apesar de aparentar ser inofensiva, a combinação é perigosa, pois chega em um determinado momento que a pessoa dorme de olhos abertos, deixando a pessoa em um estágio de ‘briga contra a sonolência’. Sob estes efeitos, o motorista pode ter alucinações e causar acidentes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CRIME A ESCLARECER
Homens são degolados e abandonados às margens de rodovia em MS
DOURADOS DE LUTO
Ex-prefeito e deputado Humberto Teixeira morre vítima de covid-19
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS amplia ações em saúde voltadas para população LGBT, Confira o cronograma das ações
Incêndio atinge prédios do Instituto Serum, na cidade de Pune, na Índia Foto: - / AFP INCÊNDIO NA CHINA
Incêndio afeta fábrica de vacinas indiana responsável por doses destinadas ao Brasil
CHUVAS NO MS
Aumento de nível dos rios e chuvas constantes colocam Defesa Civil em alerta
Irmãos gêmeos, Joel e Joelson faleceram com 9 dias de diferença (Foto: Arquivo Pessoal) TRISTE NOTÍCIA
TRISTE NOTÍCIA: Aos 73 anos, médico morre de covid uma semana após irmão gêmeo em MS
DE VOLTA AO HABITAT
Na véspera de voltar ao seu habitat, onça pintada passa por exames e ganha colar
BONITO - MS - POLÍCIA
Polícia Militar apreende mais de 390 quilos de maconha em Bonito (MS)
BOLETIM BONITO - MS - BOLETIM COVID-19
Bonito registra seu 20º óbito por coronavírus, confira o boletim das últimas 24h
MUITA CHUVA NO MS
Com previsão de mais chuva, Defesa Civil orienta população que mora em áreas de risco