Menu
tera, 25 de janeiro de 2022
Busca
VOO DAS GARÇAS
BONITO TEM VAGAS

BONITO tem vagas, IBGE prorroga inscrições do Censo 2022 até 21 de janeiro

4 Jan 2022 - 11h00Por Assessoria da prefeitura com IBGE

As inscrições para concorrer a 2.865 vagas temporárias do Censo 2022 foram prorrogadas até 21 de janeiro. São 2.524 vagas de nível fundamental para recenseadores, distribuídas em todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Os recenseadores do IBGE atuarão diretamente na coleta das informações em mais 920 mil domicílios do Estado.

Como o salário do recenseador é por produção, é possível simular a remuneração. Em Bonito, por exemplo, para uma carga horária de 25 horas semanais, ou 5 horas diárias (de segunda a sexta) a remuneração mínima fica em torno de R$ 1,5 mil. No município são disponibilizadas 23 vagas.

IBGE prorroga inscrições do Censo 2022 até 21 de janeiro

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) é a organizadora da seleção, clique aqui para se inscrever. As provas serão realizadas em todos os municípios onde houver vagas. O candidato poderá fazer a prova em local diferente do que ele selecionar para trabalhar no ato da inscrição. O IBGE reforça que as inscrições para os processos seletivos de 2020 e 2021 não serão válidas para o Censo 2022. O pedido de reembolso dos processos cancelados pode ser feito clicando aqui.

Há ainda 257 vagas de agente censitário supervisor (ACS) e 84 de agente censitário municipal (ACM), ambas de nível médio. Os salários são de R$ 1.700 e R$ 2.100, respectivamente. O ACM gerencia o trabalho do posto de coleta, enquanto o ACS, subordinado ao ACM, tem como principal função orientar os recenseadores durante a execução dos trabalhos de campo.

Como as vagas de agente censitário terão inscrição única, ao candidato com melhor classificação será oferecida a vaga de ACM. Os demais terão direito às vagas de ACS, de acordo com a ordem de classificação.

A taxa de inscrição para recenseador é de R$ 57,50, e de R$ 60,50 para agente censitário, e pode ser paga até 16 de fevereiro. Com a prorrogação dos prazos, as provas foram adiadas de 27 de março para 10 de abril. Os candidatos podem concorrer aos dois processos seletivos, já que as provas dos recenseadores serão realizadas no turno da manhã e a dos agentes censitários na parte da tarde. As provas objetivas serão aplicadas presencialmente seguindo os protocolos sanitários de prevenção da Covid 19 que constam em edital. O candidato que descumprir as medidas de proteção será eliminado do processo seletivo.

De acordo com o coordenador de Recursos Humanos do IBGE, Bruno Malheiros, a prorrogação é um processo normal e esperado em processos seletivos deste porte. “Há o acréscimo de ser um processo que foi aberto em um período de festas de final de ano, com a população viajando. Os alunos das universidades são um público que se interessa pelo trabalho de recenseador, e eles estão de férias neste momento. Além disso, muita gente está empregada com contratos temporários que expiram agora no final de dezembro, e vai começar a buscar novas oportunidades”.

Com informações de IBGE

Deixe seu Comentário

Leia Também

PIS/PASEP PIS/PASEP
PIS/Pasep: trabalhadores podem consultar se tem direito ao benefício, veja
IPVA IPVA 2022 - MS
IPVA 2022: escolha a opção que cabe no seu bolso para o pagamento
VALE UNIVERSIDADE VALE UNIVERSIDADE
Programa Vale Universidade abre inscrições com 1 mil vagas disponíveis
VALE GÁS VALE GÁS
Inscrição no Vale-Gás Nacional de R$52: Veja como se matricular
FOTO: Subsecretaria de Comunicação, Subcom TURISMO A TODO VAPOR
Pagamento por serviços ambientais, criado pelo Estado, certifica a produção rural e o turismo
UNIGRAN BORA TRABALHAR NA UNIGRAN
UNIGRAN contrata profissionais de diferentes áreas, confira
(Foto: Agência Brasil) SORTUDOS DE MS
Ganhadores de MS acertam a quina e levam prêmio de R$ 38 mil
BONITO - PROCON BONITO - PROCON
Procon lança projeto e faz atendimento ao público nos dias 25 e 26 em Bonito (MS)
PIS/PASEP PIS-PASEP 2022
PIS-PASEP já tem data de pagamento confirmada; saiba como receber abono de até R$ 1,2 mil
DETRAN / MS DETRAN/MS
Penalidades médias e leves se tornam advertência para motoristas sem infração recente