Menu
segunda, 25 de outubro de 2021
Busca
BONITO ÁGUAS GREEN WEEK
RELATÓRIO DA CGU

Mato Grosso do Sul tem o 2º maior índice de servidores expulsos por corrupção do País

10 Dez 2016 - 09h24Por Correio do Estado

Em Mato Grosso do Sul, 127 servidores públicos federais foram exonerados de suas atividades desde 2003, devido a irregularidades diversas, a maioria relativa à corrupção. A informação está em relatório, divulgado ontem, Dia Internacional contra a Corrupção, pela Controladoria-Geral da União (CGU). Apenas neste ano (até novembro), foram desligados 12 funcionários. Em todo o País, foram 424 expulsões em 2015 e 6.083 em 13 anos. O índice sul-mato-grossense é o segundo maior entre os estados brasileiros. 

A maior parte das exonerações decorreu de práticas de corrupção. “Mais de 60% é por esse motivo”, afirmou o chefe da CGU em Mato Grosso do Sul, José Paulo Barbieri. Ele detalhou que as situações mais frequentes são o uso do cargo para benefício próprio, improbidade administrativa, recebimento de propina e lesão aos cofres públicos. 

De acordo com a CGU, o índice de expulsos, em Mato Grosso do Sul, é de 9,6 pessoas a cada mil servidores – no total, há 10.108 funcionários públicos federais no Estado. A taxa sul-mato-grossense só é inferior à do estado da Amazonas (11,42 de mil servidores). Na sequência, aparecem Maranhão (8,29), São Paulo (8,05), Pará (7,55), Mato Grosso (7,55), Rondônia (7,28), Tocantins (7,10) e Roraima (7,10). Os demais estados têm índices inferiores a 7. 

A expulsão do funcionário é resultado de processo administrativo disciplinar. “Esse processo é caracterizado por ampla defesa por  parte do servidor”, afirmou o chefe da CGU no Estado. Embora demorado, o procedimento causou expulsão de número considerável de servidores federais nos últimos anos. Com exceção de 2014 (com quatro pessoas), nos demais anos, foram exonerados mais de dez funcionários em decorrência de alguma irregularidade. “E mais de 60% dessas irregularidades é por causa da corrupção”, detalhou. 

Em todo o País, ainda segundo o relatório da CGU, 6.130 servidores federais foram expulsos de seus cargos de 2003 a 2016. Desse total, 65% estavam envolvidos em corrupção, o que representa 3,98 mil funcionários. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bonito - Foto: Filipi Brites  Ascom
BONITO está há 07 dias sem registrar novos casos de Coronavírus
AÇÕES DO GOVERNO DE BONITO
BONITO: Parceria entre município e Fazenda U6 garante reforma da ponte sobre o Rio Ramada
Carro onde a vítima estava quando foi surpreendida pelo ex-marido ficou cheio de sangue. (Foto: Divulgação/Polícia Civil) FEMINICÍDIO
FEMINICÍDIO: Atingida por 4 tiros disparados pelo ex-marido, mulher não resistiu e morreu
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
JBS oferece mais de 80 vagas de emprego esta semana, confira como fazer
Texto e foto: Elaine Paes, SAD LEILÃO ONLINE
Interessados em participar de leilão de maquinários já podem apresentar os lances pela internet
Raquel dos Passos - Fundação de Turismo de MS TURISMO - A RETOMADA
Fundação de Turismo participa de ação promocional nos principais mercados emissores da Europa
BONITO - NOTA DE PESAR BONITO - MS - LUTO
BONITO: Prefeitura decreta luto oficial de 3 dias pela morte do ex-prefeito Odilson Soares
Foto: Bonitomais BONITO - MS - LUTO
Ex-prefeito de Bonito, Odilson Soares, morre aos 76 anos
De folga, socorrista morre após colisão entre carro e carreta em rodovia de MS  Foto: Redes sociais TRAGÁDIA NAS ESTRADAS
Homem que morreu em acidente era socorrista da CCR MS Via, ele estava de folga
FOTO: PMA DE BONITO E JARDIM AÇÃO DA PMA DE BONITO E JARDIM
PMA de Bonito e Jardim desmontam acampamento e autuam 02 Catarinenses pescando ilegalmente