Menu
quarta, 3 de maro de 2021
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO JANEIRO
NOTÍCIAS DA TV

Apagão analógico pode deixar 300 mil sem TV e racha Globo e Record

20 Dez 2016 - 14h39Por Notícias da TV

Pela primeira vez, Globo e Record racharam em uma decisão envolvendo TV digital. Em reunião realizada em Brasília, as duas principais redes do país divergiram sobre o apagão analógico que estava previsto para ocorrer no Distrito Federal e em algumas cidades de Goiás, mas que acabou sendo adiado. As previsões são que o apagão deixará de 300 mil a 500 mil pessoas sem TV aberta.

A Globo, o SBT e a Abert (Associação Nacional das Emissoras de Rádio e Televisão) defendem o adiamento do desligamento do sinal analógico. Já a Record e Abratel (Associação Brasileira de Rádio e Televisão) mudaram de posicionamento e passaram a defender o apagão analógico já, assim como as companhias telefônicas.

Os dois grupos baseiam seus posicionamentos em uma pesquisa do Ibope realizada entre os dias 10 e 21 de outubro. Pelos critérios do Gired (Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV), que congrega todas as emissoras, associações, governo e teles, o Distrito Federal e seu entorno já têm 90% dos domicílios aptos a receberem televisão digital.

A normatização da TV digital diz que o apagão analógico (quando os sinais analógicos são desligados) só deve ocorrer quando houver 93% de digitalização. Esse índice de 90% está dentro da margem de erro, portanto, já subsidia uma decisão pelo desligamento. Esses números significam que entre 300 mil e 350 mil pessoas ficarão sem TV.

O Gired considera como digital todo televisor de tela fina. Já os radiodifusores (Globo, SBT e Abert) defendem que nem todo televisor de tela fina é digital, ou seja, não possuem conversor integrado ou acoplado. Por esse critério, a mesma pesquisa do Ibope informa que há 85% de digitalização em Brasília e arredores. Isso quer dizer que 150 mil casas, ou meio milhão de pessoas, ficarão sem TV aberta a partir de amanhã. Além disso, o índice de 85% está longe dos 93% recomendados.

Globo e Abert são contra o desligamento amanhã porque entendem que muita gente ficará sem TV, e pressionam o ministro Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) a adiar o desligamento.

Record e telefônicas afirmam que a TV digital não pode mais esperar, e que o adiamento irá comprometer a credibilidade do processo de migração, que no ano que vem deve chegar a São Paulo, o maior mercado do país. A TV digital foi lançada no Brasil em 2007 e já deveria estar quase toda implantada.

No final do dia, Globo, SBT e Abert saíram vencedoras. O Gired decidiu que o apagão analógico será opcional a partir desta quarta e que em 17 de novembro haverá uma nova avaliação. Na prática, nenhuma emissora vai desligar seus transmissores analógicos até lá. 

As companhias telefônicas têm interesse no desligamento analógico porque usarão as frequências a serem desocupadas pelas emissoras de TV para ampliar a rede de banda larga móvel (4G).

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - DOAÇÃO
Grupo GMAIS doa 03 carrinhos para auxiliar no transporte de materiais esportivos do CMU em Bonito
MIRANDA - AÇÃO DA PMA
PMA doa pescado apreendido para associação que cuida de idosos na cidade de Miranda
Sucuri de quase 8 metros é flagrada por motorista, em Paraíso das Águas (MS).  Foto: Ademir dos Santos Domingues DIA MUNDIAL DA VIDA SELVAGEM
De águia carregando macaco a cascavel em hospital veja os flagrantes que 'bombaram' na internet
ATENÇÃO BONITO
Cadastro do Tarifa Social para sorteio de geladeiras começam nesta sexta-feira em Bonito (MS)
MIRANDA E AQUIDAUANA
Operação Cidade Segura flagram 45 motoristas embriagados em Aquidauana e Miranda
BONITO - MS - PROJETO
Projeto Movimente Seu Bairro realiza programação em comemoração a semana da mulher em Bonito
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Cinco mil pessoas que vivem em áreas remotas do Pantanal terão energia elétrica
BONITO - ALERTA AOS MOTORISTAS
ATENÇÃO MOTORISTAS redobrar a atenção na entrada da rodovia do Quati em Bonito (MS)
SAQUE FGTS
Saque do FGTS paga novo grupo este mês; confira valores e calendário completo
BOLSA FAMÍLIA 2021
Veja o novo calendário de março do Bolsa Família a partir de R$ 89