Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
tera, 19 de fevereiro de 2019
mutantes
Busca
ITALÍNEA DOURADOS
ALERTA

Jovem fica paraplégica após complicações com piercing no nariz

Jovem fica paraplégica após complicações com piercing no nariz

9 Fev 2019 - 20h06Por ANA MARIA

Um piercing no nariz mudou completamente a história de vida da brasiliense Layane Dias, de 21 anos. O furo acabou infeccionando e, hoje, a estudante de Recursos Humanos precisa de uma cadeira para se movimentar, pois ficou sem os movimentos do peito para baixo. Em conversa com AnaMaria, ela conta a sua história.

“Tudo começou em junho de 2018, quando decidi furar o nariz. Pouco mais de um mês após a aplicação, uma bolinha vermelha nasceu na ponta do meu nariz, como se fosse uma espinha, mas ela desapareceu em uma semana. No entanto, dois dias após esse ‘sumiço’, comecei a sentir fortes dores nas costas.

Na época, tinha acabado de conseguir um estágio na minha área e fui comemorar em um barzinho com algumas amigas. Como dancei e me diverti bastante, achei que as dores pudessem ser por conta disso. Mas elas pioraram." 

DIFICULDADE DE DIAGNÓSTICO
"Decidi procurar um posto de saúde, e me deram algumas injeções para eliminar a dor, mas o efeito não durava muito. Os dias foram passando e, já no final daquela semana, após conseguir dormir com a ajuda de remédios, acordei e não conseguia mais sentir as pernas. 

Acabei internada para uma investigação, que não encontrava nada. Foram os piores dias da minha vida, até que um exame de sangue indicou uma infecção. Com a ajuda de uma ressonância de contraste, os médicos enxergaram 500ml de pus contraindo a minha medula espinhal. Era por isso que eu sentia tantas dores e não conseguia mais movimentar a parte de baixo do meu corpo.

Apesar de uma cirurgia de emergência ter sido realizada, não conseguia mais andar. Essa foi a pior parte, pois não imaginava que fosse voltar de cadeira de rodas para casa."

OUTRA VIDA


"No começo foi muito difícil, pois achei que nunca mais seria feliz de novo. Mas no meu aniversário do ano passado, em 11 de novembro, decidi que as alternativas eram: ficar prostrada na cama ou viver a minha vida. Fui na segunda opção.

Já pensei muito sobre o dia em que coloquei o piercing.  No começo, bateu um arrependimento forte, principalmente quando descobri que ele foi o culpado da minha situação. Mas hoje eu acredito que tudo tem um propósito, e já não tenho sentimentos ruins sobre isso.

Meu conselho para todo mundo é: procure saber como é a esterilização do local onde você vai colocar seu piercing, pois eu mesma não fazia ideia disso. De forma alguma quero que as pessoas tenham medo ou pavor disso, mas peço que prestem atenção e que esses profissionais dos estúdios cuidem melhor de seus clientes, para que isso o que aconteceu comigo jamais ocorra novamente."

ISSO É COMUM?
De acordo com o infectologista Felipe Tuon, que é professor do Adjunto de Infectologia da Pontifícia Universidade Católica (PUC-PR), casos como o de Layane são extremamente raros, mas podem acontecer por uma série de fatores, como as condições de higiene do estúdio onde ocorreu a perfuração e o próprio organismo da pessoa. 

“Muito provavelmente ela já possuía uma grande quantidade dessas bactérias no nariz e, ao furar o local, elas encontraram uma forma de chegar até a corrente sanguínea e se proliferarem”, diz o médico, que acredita que a tal bolinha que apareceu na ponta do nariz da garota já era, na realidade, a inflamação. 

Segundo Tuon, esse tipo de complicação pode ocorrer quando o piercing é aplicado de maneira incorreta, além do uso de produtos esterilizados de forma inadequada. 

COMO EVITAR?
Além de prestar atenção na higiene do estúdio onde você pretende colocar seu piercing, o médico aconselha fazer uma assepsia adequada no local, principalmente nos primeiros dias após a perfuração. “Uma limpeza feita com água, sabão e antissépticos é o ideal para a ajudar essa cicatrização, evitando que bactérias oportunistas como essa se proliferem”, ressalta o médico.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CIDADES
'Ganhei um presente embalado', diz mãe de bebê que nasceu dentro da bolsa amniótica
SAÚDE
Projeto Roda-Hans/Carreta da Saúde está atendendo hoje em Bonito
SAÚDE
SES ressalta sobre cuidados para prevenir dengue
SAÚDE
Combate a hanseníase: Carreta da Saúde segue por MS e estaciona em Jardim
BONITO - MS - SAÚDE
Projeto Roda-Hans/Carreta da Saúde atende amanhã em Bonito
SURTO DE DENGUE NO MS
Primeira morte por dengue é confirmada em cidade do MS
BONITO - MS - OS CAMPEÕES
Bonito (MS): Sob forte calor, Mountain Bike e Duathlon fecham o Bonito Cross, Confira os ganhadores
SAÚDE
Febre amarela: OMS recomenda vacina a visitantes de MS e mais 20 Estados
MUITA CHUVA NO MS
Chuva de 50 milímetros alaga ruas, mas não há inundações de casas em cidade do MS
SAÚDE
OMS alerta para possível 3ª onda de surto de febre amarela no Brasil