Menu
quinta, 22 de agosto de 2019
Busca
BONITO AGUAS DE BONITO
CASO TRIPLEX

STJ julga nesta terça recurso de Lula no caso triplex

STJ julga nesta terça recurso de Lula no caso triplex

22 Abr 2019 - 20h22Por TERRA

A 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) julga na tarde desta terça-feira, 23, um recurso em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tenta rever a condenação de 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro imposta no caso do "triplex do Guarujá". A data do julgamento foi confirmada pela assessoria de imprensa do STJ.

A análise do caso está prevista para começar às 14h e ganhará transmissão ao vivo pelo canal do STJ no YouTube - um procedimento que ocorre apenas em casos excepcionais, como no julgamento de um habeas corpus do próprio Lula no ano passado.

02/10/2017
REUTERS/Bruno Kelly
 
02/10/2017 REUTERS/Bruno Kelly
Foto: Reuters

A defesa de Lula pediu ao STJ que seja anulada a condenação do petista no caso do triplex do Guarujá, que levou o ex-presidente à prisão, sentenciado a 12 anos e um mês pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Os advogados de Lula defendem que o órgão competente para julgar o caso é a Justiça Eleitoral.

Em derrota para a Lava Jato, o Supremo Tribunal Federal decidiu no mês passado que crimes como corrupção e lavagem devem ser julgados na Justiça Eleitoral se estiverem relacionados a caixa 2 de campanha.

Embora o petista não tenha sido condenado por caixa dois, a defesa alega que o processo menciona suspeitas de crime eleitoral, de que Lula teria liderado um esquema de arrecadação de valores a partidos políticos, que custearia campanhas eleitorais.

A possibilidade de Lula pedir a anulação do processo em função da decisão do STF já tinha sido aventada pela força-tarefa da Lava Jato, que foi contrária ao entendimento da Suprema Corte.

"Ainda que formalmente não tenha sido imputado ao Recorrente delito previsto no Código Eleitoral, materialmente é esse o contexto fático, pelo qual se extrai que toda a instrução processual foi realizada perante órgão jurisdicional absolutamente incompetente para tanto", alega a defesa de Lula.

O relator é ministro Felix Fischer, que já negou outros pedidos do petista.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE NO MS
Prefeitura abre processo seletivo com oito vagas e salário de R$ 3,2 mil em MS
BONITO - MS - NESTA QUINTA
Bonito (MS) recebe Coordenadora Nacional do Grupo União das Advogadas do Brasil nesta quinta-feira
BONITO - MS - REPASSE
Prefeitura repassa mais de R$ 4.800.000,00 às entidades em 2019 em Bonito (MS)
BONITO - MS - AUDIÊNCIA NA CÂMARA
Agepan reforça compromisso com estímulo ao turismo por meio do transporte em Bonito (MS)
VEREADORES DE BONITO NO GOVERNO
Secretário recebe vereadores de Bonito e destaca uma nova fase de interiorização do Governo
MIRANDA - MS - NOVAS ELEIÇÕES
TRE afasta prefeita acusada de compra de votos e convoca novas eleições em Miranda
BONITO - MS - AÇÕES NO DISTRITO
Em Bonito (MS), Distrito Águas do Miranda realiza 1ª Feira do Águas no sábado
Política
Bolsonaro transferirá Coaf para o Banco Central via medida provisória
BONITO - MS - SAÚDE
Confira as unidades de Saúde que não abrem nesta 3ª e 4ª em Bonito (MS)
PROMESSA DE CAMPANHA
Projeto sobre porte de armas pode ser votado esta semana