Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
sbado, 16 de fevereiro de 2019
mutantes
Busca
UNIPAR_PC
POLÍTICA

Em 6 meses, morte leva protagonistas de rivalidade histórica de MS

14 Fev 2018 - 08h14Por DA REDAÇÃO

Um estado novo, mas que herdou o “caciquismo” do vizinho do Norte, Mato Grosso do Sul viu sua história política se cruzar por longo anos em dois nomes: Wilson Barbosa Martins e Pedro Pedrossian, ambos falecidos num intervalo de seis meses. Pedrossian faleceu em 22 de agosto do ano passado, aos 89 anos. Wilson faleceu nesta terça-feira, aos 100.

Na década de 1980, os ex-governadores eram o retrato do antagonismo político, numa rivalidade que fez história.

Wilson, que morreu aos 100 anos nesta terça-feira (dia 13), foi o primeiro governador eleito do Estado. Em 1983, ele sucedeu Pedrossian no comando de Mato Grosso Sul, que estava no cargo por nomeação. A mesma situação iria ocorrer em 1995, quando Wilson voltou ao governo, substituindo novamente Pedrossian, que desta vez havia sido eleito pelo voto.

“Foi uma questão política momentânea, tinha a rivalidade MDB versus Arena”, conta Heitor Freire, que foi coordenador-geral de comunicação social no governo de Pedrossian. Ele avalia que o antagonismo entre os líderes políticos ganhou lente de aumento da imprensa.

“A imprensa procurava explorar essa situação e colocar uma lente de aumento sobre os antagonismos. Muitas vezes, só registra. Outras vezes, tem essa tendenciosidade”, afirma.

Ao visitar a memória, observa que o estilo era cada um na sua. Heitor relembra que Plínio, irmão de Wilson, foi candidato a senador em 1978. Mas o cargo ficou com Pedrossian.

Outra lembrança vem de março de 1983, na posse de Wilson, que assumiria o governo no lugar de Pedro Pedrossian. “O doutor Pedro resolveu fazer um discurso. O Wilson respondeu de forma contundente, enfático. Se sentiu agredido pelo que o Pedro falou e respondeu na lata”, diz.

Membro do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul, Freire conta que também conviveu por anos com Wilson Barbosa Martins, que também era associado. “Convivi muito tempo com o doutor Wilson. Conversava com ele, que nunca manifestou posição de revolta contra o Pedro”, afirma.

Cientista político, Tito Carlos Machado de Oliveira, que trabalha num livro sobre o governo Pedrossian, chegou a questionar a rivalidade. “A opinião era sobre o governo do Wilson, que não achou nenhum espetáculo. Ele tinha muitas reservas em termos de importância para o Estado”, diz.

Contudo, frisa que Pedrossian, quando questionado, nunca foi descortês em relação a Barbosa Martins. Pedro Pedrossian morreu em agosto do ano passado, aos 89 anos.

Na foto, o ex-governador Pedro Pedrossian, Wilson Barbosa Martins e o vice Ramez Tebet, em 1983. (Foto: Roberto Higa)

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Na fronteira, Reinaldo entrega R$ 1,4 milhão em equipamentos agrícolas
BONITO - MS - NOVA DIRETORIA
Confira a nova diretoria eleita para o COMTUR 2019 em Bonito (MS)
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Miranda e mais 7 cidades, Reinaldo entrega implementos agrícolas para reforçar agricultura familiar
BONITO - MS - EDUCAÇÃO DE QUALIDADE
Prefeitura compra 400 cadeiras com carteiras para escolas de Bonito (MS)
BONITO - MS - HOMENAGENS NA CÂMARA
Policiais Militares da 1ª CIPM são homenageados na Câmara de Vereadores de Bonito (MS)
RIOS DE BONITO - MS -
Governador Reinaldo diz que decreto sobre rios de Bonito sairá 'nos próximos dias'
ALERTA DA DEFESA CIVIL VIA SMS
Saiba como cadastrar e receber SMS de alertas da Defesa Civil sobre temporais em MS
POLÍTICA
Mato Grosso do Sul ganha destaque no governo Bolsonaro
POLÍTICA
Projeto busca isenção em concursos estaduais para mesários em MS
PREFEITURA DE MS
Prefeitura abre seleção para 33 vagas com salários de até R$ 4.303 em MS