AGÊNCIA_SUCURI_MEGA_BI
Bonito Informa - Notícias de Bonito e região
Bonito, 22 de Setembro de 2017
CLINICA_RITH
DELPHOS_FULL
23 de Agosto de 2017 14h47

Menino Kauan pode ter sido esquartejado por professor, aponta Polícia Civil

Correio do Estado
DivulgaçãoDivulgação

Investigações da Polícia Civil indicam que o menino Kauan Andrade Soares dos Santos, de 9 anos, foi violentado, morto e esquartejado. Mas a suspeita só será confirmada depois da divulgação dos resultados de exames realizados por peritos durante a apuração do crime.

Coletiva de imprensa sobre o assunto será realizada nesta sexta-feira (25) na Delegacia Geral da Polícia Civil (DGPC).

Até o momento, a polícia apurou que Kauan, desaparecido desde o dia 25 de junho, foi levado por um adolescente, de 14 anos, até a casa do suspeito, no Bairro Coophavila II.

No local, Kauan foi violentado e acabou morrendo em decorrência da agressão. O corpo dele foi esquartejado e ainda não foi localizado.

O suspeito, professor de 38 anos, está preso e nega o crime.  

CASO KAUAN

Homem de 38 anos, suspeito de estuprar e matar Kauan oferecia valores entre R$ 5 e R$ 20 para atrair as vítimas até a sua casa, no Bairro Coophavila II, onde cometia os abusos sexuais. Ele está preso preventivamente desde o dia 21 de julho e nega envolvimento nos crimes.

De acordo com o delegado Paulo Sérgio Lauretto, da Depca, suspeito está preso preventivamente pelos crimes de estupro de vulnerável e exploração de menor de 18 anos.

Caso seja comprovado, no fim do inquérito, a participação do homem no homicídio de Kauan, ele também responderá pelo crime. Corpo da vítima, que teria sido jogado no Rio Anhanduí, ainda não foi localizado.

Sobre as causas da morte de Kauan, Lauretto explicou que não é possível determinar porque é necessário o corpo para fazer exame necroscópico, mas que aparentemente menino morreu por asfixia ao reagir a estupro.

Comentários
Veja Também
conde_foto
Últimas Notícias
  
AGÊNCIA_SUCURI_LATERAL
DROGÃO_BONITO_300_100
dothCom © Copyright BonitoInforma - Todos os Direitos Reservados.