Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quarta, 19 de setembro de 2018
KAGIVA
Busca
SEGURANÇA NO ESTADO

Juízes afirmam que morte de policial expõe insegurança de agentes em MS

8 Mar 2018 - 07h36Por DA REDAÇÃO

Em nota oficial divulgada na noite de ontem (7), os juízes de direito da comarca de Ponta Porã expressaram “profundo pesar” pelo assassinato do policial civil Wescley Dias Vasconcelos, ocorrido ontem naquela cidade de fronteira. No texto, denunciam a falta de segurança na região, fronteiriça ao Paraguai.

Wescley, conhecido como Baiano, foi fuzilado em frente à sua casa, dentro de um carro oficial da Polícia Civil. Ele foi atingido por pelo menos 30 disparos de fuzil calibre 7.62.

“Trata-se de mais uma demonstração da falta de segurança dos agentes do Estado atuantes na região de fronteira, os quais convivem diariamente com a falta de uma estrutura adequada para o exercício efetivo do combate ao crime organizado”, afirma a nota, assinada pelos juízes Adriano da Rosa Bastos, Eguiliell Ricardo da Silva, Marcelo Guimarães Marques, Tatiana Decarli e Sabrina Rocha Margarido João.

Segundo os magistrados, “mais uma vez resta evidente que a segurança pública é matéria a ser tratada com prioridade, não podendo ser admitido corte de verbas destinadas à manutenção e aperfeiçoamento dos órgãos colaboradores da Justiça”.

Na avaliação dos juízes, novamente a Polícia Civil de Ponta Porã fica desfalcada de um policial exemplar, que prestou relevantes serviços à jurisdição criminal da comarca. “Por derradeiro, externamos nossas sinceras condolências a familiares, amigos e colegas do investigador Wescley Dias Vasconcelos e, sobretudo, à instituição da Polícia Civil”.

O corpo de Wescley Vasconcelos foi velado até por volta de 11h em Ponta Porã e depois levado em um caminhão dos bombeiros até o aeroporto da cidade. Depois foi levado de avião para Brasília, onde moram seus familiares. Ele era casado e tinha um filho pequeno.

 

Corpo de policial foi velado em Ponta Porã e levado ainda de manhã, de avião, para Brasília (Foto: Divulgação)Corpo de policial foi velado em Ponta Porã e levado ainda de manhã, de avião, para Brasília (Foto: Divulgação)

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS - DESUMANIDADE
Após acidente, pessoas ignoram vítima fatal e roubam carga de abacaxi em Dourados
CIDADES
Polícia prende quadrilha que roubava caminhões e levava para o Paraguai
AÇÕES CONTRA O TRÁFICO DE DROGAS
Jardim (MS) na lista do Gaeco em operação contra o tráfico de drogas, ao todo foram 25 em 4 cidades
CRUELDADE - POLÍCIA
Por mãe estar sem o celular, ladrão dá facada em bebê de 3 meses
ELEIÇÕES 2018 - CANDIDATO AO GOVERNO DO MS
MPF manda Polícia Federal investigar Odilon de Oliveira, denunciado por crimes na 3ª Vara Federal
TRÁFICO
Rapaz é preso em MS ao tentar levar para SP 110 quilos de maconha escondidos em fundo falso de carro
ESTRAGO FEITO POR CACHORRO
Policial atacado por pitbull consegue tratamento de reconstrução de face
BACTÉRIA
Mulher tem os dedos de pé amputados após sessão de pedicure com peixes
EM ENTREVISTA NA TV MORENA
Denúncia da JBS é retaliação por cobrança de impostos, diz Reinaldo
MARIA DA PENHA PRA ELE
Mulher tem 40% do corpo queimado pelo marido enquanto amamentava em Campo Grande