Menu
KAGIVA
sexta, 22 de junho de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca
COFFEE BREAK

Gaeco sofre mais uma derrota no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul

7 Mar 2018 - 07h39Por DA REDAÇÃO

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), braço do Ministério Público do Estado, sofreu mais uma derrota no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) com a decisão, por maioria já formada, de suspender a ação por improbidade administrativa contra o deputado estadual Paulo Sufi (MDB) no âmbito da Coffee Break. O parlamentar foi acusado de ter movimentação atípica em sua conta bancária no período em que era vereador de Campo Grande.

Os promotores de Justiça, integrantes da força-tarefa do Gaeco, Cristiane Mourão Leal Santos, Thalys Franklyn de Souza, Tiago Di Giulio Freire e Fernando Martins Zaupa, foram criticados por não computar as finanças das atividades privadas de Siufi na ação. Eles apenas indicaram o salário dele na Câmara Municipal de Campo Grande. Por isto da divergência nas contas bancárias do parlamentar.

De acordo com o recurso preparado pelo escritório do advogado Avelino Duarte, “o autor da ação (MPE) utilizou como premissa apenas o subsídio percebido pelo requerido enquanto vereador, desprezando outras fontes de receitas.

É por tal razão que os rendimentos do agravante divergiram da totalidade de créditos que transitaram por suas contas bancárias”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NARCOTRÁFICO
Paraguai destrói 107 acampamentos com 318 toneladas de maconha na fronteira
DEU RUIM
Golpe do 'Mercado Livre'
CRIME ORGANIZDO
Armamento encomendado pelo PCC da Bahia é apreendido em MS
GOLPE
Estelionatário é preso por aplicar golpes em pelo menos quatro cidades de MS
VÍDEO - COLISÃO EM ORELHÃO
VÍDEO: Câmeras flagram momento em que motociclista colide contra orelhão e morre na Capital
BODOQUENA - AÇÃO POLICIAL
Policia Militar prende em flagrante traficante que atuava em praça da cidade em Bodoquena
BONITO - MS - AÇÃO DA PM
Policia Militar recaptura mais um foragido da justiça em Bonito (MS)
EMBOSCADA MATA PECUARISTA
Pecuarista é executado a tiros durante emboscada em fazenda na fronteira
MIRANDA - MS - TRAGÉDIA
Dois morrem após colisão frontal e explosão de veículos em Miranda (MS)
NA FRONTEIRA
Dado como morto, jovem surpreende a família ao aparecer no próprio velório