Menu
BANNER GOV
domingo, 21 de julho de 2019
BONITO CÂMARA JULHO 2019
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO

Venda de terras a investidores internacionais prejudica os mais pobres, diz ONG

23 Set 2011 - 11h31Por Agência Brasil

A venda de terras a investidores internacionais está deixando populações pobres ainda mais vulneráveis. A avaliação é da organização não governamental (ONG) britânica Oxfam, que lançou ontem (22) o relatório Terra e Poder, que denuncia a falta de transparência na exploração e grilagem internacional de terras em países emergentes

Em dez anos, pelo menos 227 milhões de hectares foram vendidos ou alugados em países em desenvolvimento para grupos internacionais, segundo o levantamento.

Em parte, o movimento de investidores internacionais rumo a novas terras em países emergentes é explicado pela crise mundial de alimentos em 2007-2008, que levou compradores a buscar novas áreas para aumentar a produção ou simplesmente para especular no mercado mundial.

O relatório Terra e Poder avalia episódios de grilagem de terra feitos principalmente por investidores internacionais que deixaram populações de países pobres em situação de miséria e vulnerabilidade. O informe cita casos de efeitos negativos da venda de terras sobre as populações locais em Uganda, na Indonésia, em Honduras e na Guatemala.

Em Uganda, segundo a Oxfam, pelo menos 22,5 mil pessoas perderam suas terras para dar lugar a uma empresa britânica que explora madeira, a New Forest Company. O grupo é acusado de despejar agricultores sem direito à compensação ou indenização. As famílias foram deixadas sem casa, dinheiro e serviços de saúde. Algumas ficaram sem condições de enviar os filhos à escola. A empresa nega as acusações.

Na avaliação da Oxfam, se não forem tomadas medidas para evitar o avanço da grilagem internacional de terras, a situação deve se agravar. Entre os motivos para a piora do cenário, a Oxfam lista o aumento da demanda por alimentos, dos impactos das mudanças climáticas, da escassez de água e a competição por terras para produção de insumos para biocombustíveis.

No documento, a organização sugere medidas como o fortalecimento de políticas e regulamentações de posse de terras e a garantia do direito à consulta das populações que serão afetadas com os negócios

Deixe seu Comentário

Leia Também

UNIGRAN DOURADOS - PROCESSO SELETIVO
UNIGRAN: Biomedicina, Enfermagem e Odontologia abrem processo seletivo para contratação de professor
ELEIÇÕES 2020 - JÁ COMEÇOU
Eleições 2020: 'Não tem como eu subir no mesmo palanque que Marquinhos', diz Rose Modesto
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Para Reinaldo Azambuja, ponte no Rio Paraguai coloca Porto Murtinho no centro da Rota Bioceânica
BONITO - MS - EVENTOS - INGRESSOS
Estação Caxara: Show de Lucca e Mateus em Bonito
EM 6 CIDADES DO MS
Com salário de até R$ 6,2 mil, IFMS abre seleção para contratar professores em 7 cidades do MS
EM CIDADE DO MS
Anta com mais de 170kg é resgatada após cair em estação de tratamento de esgoto
ITAPORÃ - ASSASSINATO
Acusado de tráfico de drogas é morto a tiros de pistola na porta de casa em Itaporã
BONITO - MS - ASFALTO CHEGANDO
Acabando a poeira, iniciado o asfaltamento e drenagem da Rua 19 de novembro em Bonito (MS)
BONITO - MS - 20º FIB
Confira a programação dos shows dos artistas sul-mato-grossenses no Festival em Bonito (MS)
UNIGRAN DOURADOS - OPORTUNIDADE
UNIGRAN Dourados com vagas para supervisor de estágio em Enfermagem, Veja como fazer