Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
sbado, 16 de fevereiro de 2019
mutantes
Busca
UNIPAR_PC

Uruguai, Argentina e Paraguai retomam voos aos poucos devido ao vulcão chileno

16 Jun 2011 - 09h13Por Agência Brasil

Os voos para o Uruguai, Paraguai e a Argentina estão se regularizando aos poucos, segundo os principais aeroportos desses países. Nos últimos dias, houve cancelamentos e adiamentos devido à nuvem de cinzas provocada pela erupção do Vulcão Puyehue, no Chile. As informações foram divulgadas pelo site do Aeroporto Internacional de Carrasco, a leste de Montevidéu.

De acordo com as companhias aéreas do Uruguai, Paraguai e da Argentina, os prejuízos atingiram cerca de US$ 2 milhões de dólares por dia. O diretor de Meteorologia e da Aeronáutica, Laura Vanoli, disse que o Uruguai está "fora de área afetada pela nuvem de cinzas."

"Estamos falando de uma melhora temporária, pelo menos até a manhã de quinta-feira [16] há indicações que não haverá problema", disse a especialista. Porém, ela advertiu que a nuvem pode partir e retornar.

No último dia 10, a nuvem de cinzas chegou ao Uruguai, levando ao cancelamento da maioria dos voos programados. O diretor de Operações do Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi Paraguai, Victor Velázquez, afirmou que o ritmo normal vagarosamente está sendo retomado.

A responsável pela Direção Nacional de Aviação Civil (Dinac) da Argentina, Milcíades Fleitas, preferiu manter a cautela e não arriscar sobre a normalização dos voos. "O que pode acontecer nas próximas horas é imprevisível. Porém, a situação atual é de normalidade.”

Segundo Milcíades, os dois principais aeroportos da Argentina, Jorge Newbery (para os países que têm fronteiras com a Argentina) e Ezeiza (internacional), retomaram a normalidade. “Os voos começaram a voltar lentamente a partir de terça-feira [ontem] com a partida de três voos internacionais.”

Desde o último dia 4, quando o vulcão entrou em erupção, os voos destinados ao Chile, à Argentina, ao Paraguai e Uruguai sofreram alterações, sendo que em alguns dias a situação era mais grave do que em outros. O secretário-geral da Direção de Aeronáutica Civil do Chile, Pablo Ortega, disse que a nuvem de cinzas ou pluma do vulcão chileno está prestes a completar a volta ao mundo.

Em decorrência dos ventos, a nuvem de cinzas seguiu em direção à Austrália e à Nova Zelândia. Segundo especialistas, a tendência é elas deem uma volta ao mundo para depois retornar ao Chile. Pelo quarto dia consecutivo, há um caos aéreo na Austrália e na Nova Zelândia devido à nuvem.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - NOVO HORÁRIO
Com o fim do horário de verão Balneário tem novo horário de funcionamento em Bonito (MS)
BONITO - MS - REIVINDICAÇÃO
Meio Ambiente pede mais 10 policiais e 3 viaturas para PMA em Bonito (MS)
MARACAJU - SEGURANÇA
Em Maracaju, Operação Petra cumpre 18 mandados de busca e apreensão e prende três pessoas
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Na fronteira, Reinaldo entrega R$ 1,4 milhão em equipamentos agrícolas
POLÍCIA
Homem é preso em MS por estuprar crianças, filmar e divulgar vídeos
EMPREENDEDORISMO
Seleção oferecerá consultoria gratuita para 200 mulheres em MS
MEIO AMBIENTE
Em 15 dias, polícia ambiental capturou 8 cobras em residências de MS
POLÍCIA
Militares rodoviários são presos pelo Bope com dinheiro de propina em MS
GERAL
Campanha de fiscalização vai vistoriar quase dois mil veículos do sistema intermunicipal
BONITO - MS - VANDALISMO NO BALNEÁRIO
Balneário Municipal é alvo de vandalismo e prefeitura registra ocorrência em Bonito (MS)