Menu
ITALÍNEA DOURADOS
segunda, 10 de dezembro de 2018
KAGIVA
Busca

Turismo: ministro tenta justificar delegação de poderes a ex-secretário

18 Ago 2011 - 11h47Por Jornal do Brasil

“Todos os ministros delegam atividades que lhe são próprias”, afirmou nesta quarta-feira (17) o ministro do Turismo, Pedro Novais, ao explicar porque deu poderes plenos ao ex-secretário executivo da pasta Frederico Silva da Costa, investigado por corrupção.

“A constituição prevê a delegação de funções. Se eu fosse, sozinho, ver todos os papéis que entram no ministério, eu não teria condições [de trabalhar]”, disse Novais, em audiência pública na Câmara dos Deputados.

Em 27 de abril, pouco mais de três meses após assumir o comando da pasta, Novais assinou uma portaria delegando a Costa a gestão orçamentária, financeira, administrativa e patrimonial do ministério. Na condição de ordenador de despesas, o então secretário executivo passou a responder por tudo, desde a execução de serviços gerais até, principalmente, a assinatura de contratos, convênios e termos de parceria e de cooperação.

Nesse período, Costa já era alvo de investigação do Tribunal de Contas da União (TCU). Ele foi preso no dia 9 pela Polícia Federal por suspeita de envolvimento no esquema de desvio de recursos públicos investigado pela Operação Voucher.

Frederico Silva da Costa, funcionário de carreira do ministério, foi nomeado secretário executivo por Novais no início do ano. Segundo o ministro, Costa é muito conhecido no Congresso Nacional e no Ministério do Planejamento. Novais disse ainda que não sofreu pressões partidárias ou empresariais para nomear Costa. “É um dos funcionários mais reconhecidos do ministério. A escolha coube a mim. Precisava dele naquela função e por isso o nomeei.”

De acordo com o ministro, a delegação de funções foi suspensa para que pudesse se situar melhor no ministério. No entanto, ele não informou quando e nem por quanto tempo a prática foi suspensa. “Como Frederico era um homem da minha  confiança, comuniquei a ele que suspenderia a delegação por um tempo, todos os papéis viriam a mim e, se fosse o caso, retomaria a delegação.”

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADES NO MS
UFMS abre 74 vagas para professores substitutos com salário de até R$ 6 mil em 7 cidades do MS
VÍDEO - UFC - MARRETA
Assista ao nocaute de Thiago Marreta sobre Manuwa no UFC
DOURADOS - ASSALTO À IDOSA
Idosa é espancada, esfaqueada e vai parar na UTI após assalto em Dourados
AÇÕES DA G.M DE BONITO
Guarda Municipal de Bonito prende condutor embriagado em flagrante
AÇÕES DA GUARDA MUNICIPAL DE BONITO
Menores são presos por estarem destruindo o patrimônio público em Bonito
CONCURSOS
EDITAL da Polícia Militar abre 120 vagas com salário de R$ 5.769,42
TECNOLOGIA - ANDROIDS
Estes 22 apps detonam a bateria de milhões de Androids; veja a lista
BONITO - MS - NO JAPÃO - MMA
Bonitenses Sidy Rocha e a Edna Trakinas lutam neste domingo em Tokyo no Japão
BONITO - MS - AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Governador entrega na terça-feira mais de R$ 36 milhões em obras em Bonito (MS)
DOR E TRISTEZA
Gabrielly começou a ser agredida por colegas após presentear professora, diz família