Menu
ITALÍNEA DOURADOS
tera, 11 de dezembro de 2018
KAGIVA
Busca

Tribunal de Justiça de MS determina e prefeito de Aquidauana é reconduzido ao cargo

19 Abr 2011 - 14h00Por Midiamax- Priscilla Peres e Celso Bejarano

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ/MS) determinou que Fauzi Suleiman seja reconduzido ao cargo de prefeito de Aquidauana, do qual foi afastado na última quinta-feira (14) por determinação do juiz da 2ª Vara Cível.

O desembargador Luis Tadeu Barbosa da 5° Vara Cível determinou a volta do prefeito hoje (19), após atender um pedido de efeito suspensivo, do advogado de Fauzi. O efeito suspensivo irá valer até o julgamento do mérito.

O prefeito de Aquidauana Fauzi Muhamad Abdul Hamid Suleiman, havia sido afastado por 180 dias por determinação do juiz José de Andrade Neto. O prefeito é acusado por improbidade administrativa. Ele foi denunciado pelo MPE (Ministério Público Estadual) por agir num suposto esquema de desvio de verba.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - AUDIÊNCIA NA CÂMARA
Em audiência, Promotor alerta que se não resolver o 'Brejão' do Rio da Prata ele se acaba em 10 anos
FATALIDADE EM CIDADE DO MS
Homem perde perna e braço após ser atropelado por trem em cidade do MS
BONITO - MS - MARIA DA PENHA
Populares seguram jovem querendo matar a ex-mulher com faca até PM chegar em bairro de Bonito (MS)
VIDA NOVA CHEGANDO
Após esperar por uma hora, mulher dá à luz no chão da recepção do Hospital municipal
BONITO - MS - NA LISTA DO IBAMA
Bonito na lista, Ibama aplicou R$ 672 mil em multas a produtores por uso irregular de agrotóxicos
MUNDO DOS FAMOSOS
Ex de Zezé Di camargo, Zilu Camargo posa de biquíni, exibe corpo escultural e “espanta”
CASAMENTO COM EMOÇÃO
Casamento de Nicole Bahls tem polícia na igreja, convidados na delegacia e ladrão famoso descoberto
BONITO - MS - MEIO AMBIENTE
Audiência para debater poluição de rios lota Câmara de Bonito (MS)
DOURADOS - TRAGÉDIA NO TRÂNSITO
Criança de 12 anos morre no Hospital da Vida depois de ser atropelada em Dourados
GESTÃO BOLSONARO
Em ministério, Mandetta vai priorizar atenção básica de saúde