Menu
KAGIVA
segunda, 15 de outubro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Trabalhadores sem terra ocupam Ministério da Fazenda e pedem reforma agrária

23 Ago 2011 - 10h48Por Agência Brasil

Cerca de 4 mil trabalhadores sem terra ocuparam no começo da manhã de hoje (23) o Ministério da Fazenda, em Brasília. Os agricultores saíram em marcha do Estádio Nilson Nelson, no centro da cidade, em direção ao ministério. Eles reivindicam que o governo acelere a reforma agrária e dê prioridade aos agricultores atingidos por barragens, enchentes e chuva.

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) quer uma resposta à questão das dívidas dos pequenos agricultores, avaliadas em cerca de R$ 30 bilhões. Também cobra o fim da previsão de corte de aproximadamente R$ 65 milhões nos investimentos em reforma agrária no país este ano. Os trabalhadores estão acampados em Brasília desde ontem (22), e o mesmo movimento é realizado em mais 22 estados.

As informações são da assessoria de imprensa do MST. Não há uma previsão sobre o tempo que os trabalhadores ficarão no Ministério da Fazenda, mas a expectativa, segundo a assessoria, é que passem o dia no local.

O último levantamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), que analisa os números de 2003 a 2010, mostra que a área incorporada ao programa de reforma agrária saltou de 21,1 milhões de hectares de terras, de 1995 a 2002, para 48,3 milhões, registrando aumento de 129%.

Pelo levantamento, o número de famílias beneficiadas também aumentou ao longo de oito anos, chegando às atuais 614.093. No mesmo período, foram criados 3.551 assentamentos. Atualmente, o Brasil conta com 85,8 milhões de hectares incorporados à reforma agrária, 8.763 assentamentos atendidos pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), onde vivem 924.263 famílias.

De acordo com o Incra, a aquisição de áreas pelo instituto ocorreu por meio de desapropriação, compra direta para implantação de assentamentos de trabalhadores rurais e por meios não onerosos, como a destinação de terras públicas e o reconhecimento de territórios.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÃO DA PMA
PMA apreende rede e anzóis de galho nos rios Miranda e da Prata
RIO MIRANDA EM BONITO - MS
Em BONITO, Rio Miranda atinge nível de emergência e Imasul emite alerta a ribeirinhos
PRIMEIRO PESQUISA DO 2º TURNO
Pesquisa do 2º turno para governador do MS indica Reinaldo com 54%, veja números
BONITO - MS - E MAIS 56 CIDADES
BONITO e mais 56 cidades do MS em sinal de alerta para mais tempestades
EM CIDADE DO MS
Rapaz morre afogado enquanto nadava em lago de represa em cidade do MS
ELEIÇÕES 2018 - AÇÃO NA FRONTEIRA
Bolsonaro planeja implantar trabalho do DOF nas demais fronteiras do Brasil
BRASILEIRA EXECUTADA
Brasileira dona de escritório contábil é executada com 9 tiros de pistola na fronteira com MS
A FAZENDA 10 - ELIMINAÇÃO
Ana Paula Renault é eliminada de A Fazenda 10, VEJA COMO FOI
ROTA 262 - CORUMBÁ - MS
Rumo a Corumbá: 262 é rota da chipa, jacaré pego à unha e a doce prosa
BALANÇO DOS ACIDENTES
Dez crianças morreram e 37 ficaram inválidas após acidentes em MS neste ano