Menu
ASSOMASUL MAIO 2019
segunda, 27 de maio de 2019
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO

Total de trabalhadores de baixa renda cai 25% em 9 anos

28 Set 2011 - 09h45Por Estadão.com

O número de trabalhadores com rendimento médio per capita familiar de até meio salário mínimo caiu de 17 milhões em julho de 2002 para 12,8 milhões em julho de 2011 em seis das principais regiões metropolitanas do País, de acordo com estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), divulgado hoje.

A redução foi de 24,8% no período, segundo o instituto, que se baseou em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para fazer o levantamento.

Neste período de nove anos, a maior redução no número de trabalhadores de baixa renda ocorreu em Belo Horizonte (MG), que passou de 2 milhões para 1,2 milhão de trabalhadores, uma queda de 40,5%. Em seguida aparece Porto Alegre (RS), com uma diminuição de 32,7%, de 1,3 milhão de pessoas para 860 mil. Em São Paulo (SP), a redução foi de 32,5%, de 6,3 milhões de trabalhadores para 4,2 milhões. Em Salvador (BA), a diminuição foi de 16%, de 1,7 milhão para 1,4 milhão. No Recife (PE), a queda no número de trabalhadores de baixa renda foi de 12,4%, de 1,9 milhão de pessoas em julho de 2002 para 1,7 milhão em julho de 2011. O pior resultado foi apurado no Rio de Janeiro (RJ), onde a diminuição foi de 11,3%, de 3,8 milhões para 3,3 milhões.

Segundo o estudo, a taxa de pessoas ocupadas de baixa renda nas seis regiões metropolitanas (relação entre a população com renda inferior a meio salário mínimo e a população economicamente) caiu 30,7%, de 39,1% em julho de 2002 para 27,1% em julho de 2011. A maior redução ocorreu em Belo Horizonte, onde a taxa caiu 47,6%, de 45,6% para 23,9%. Em São Paulo, a proporção de ocupados de baixa renda caiu 36,9%, de 35,2% para 22,2%. Em Porto Alegre, a redução foi de 36,7%, de 34,6% em 2002 para 21,9% em 2011. Em Salvador, a redução da taxa foi de 32,1%, de 55,2% em julho de 2002 para 37,5% em julho de 2011. No Recife, a taxa caiu 21,2% no período, de 58,1% em julho de 2002 para 45,8% em julho de 2011. No Rio, a queda da taxa foi de 15,3%, o pior resultado entre as regiões, de 33,9% para 28,7%.

De acordo com o Ipea, a região metropolitana do Rio foi a única a apresentar elevação absoluta relativa no número de trabalhadores de baixa renda entre os meses de julho de 2010 e 2011. No período, a taxa de pessoas de baixa renda ocupadas subiu 4,4%, de 27,5% para 28,7%; e a quantidade de trabalhadores aumentou 5,1%, de 3,1 milhões para 3,3 milhões. Também segundo o instituto, no período analisado, a participação relativa das regiões no total da população ocupada de baixa renda caiu em São Paulo, Porto Alegre e Belo Horizonte e subiu no Rio, Salvador e Recife.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NAS ESTRADAS
Adolescente de 14 anos morre em grave acidente com três veículos
BONITO - MS - VETO NA CÂMARA
Prefeito se manifesta a respeito de veto da Câmara em Bonito (MS)
CIDADES
Miss de MS vai representar o Brasil em concurso internacional
COMPORTAMENTO
Tribunal de Justiça lança campanha contra o feminicídio nesta segunda-feira
TURISMO
Governo irá premiar quem atua promovendo o turismo em Mato Grosso do Sul
POLÍCIA
Ladrões de gado que atacavam fazendas de MS são presos em flagrante
GERAL
Leitura que liberta: presos usam tempo ocioso do cárcere para ler livros e diminuir pena
EM FLAGRANTE
Cinco homens são presos com 19 cães de caça em MS
ASSASSINATO EM MS
Jovem morre com facada no peito durante festa em cidade do MS
BONITO - MS - FIB 2019
Festival de Inverno levará espetáculos para assentamentos e distritos de Bonito (MS)