Menu
ASSOMASUL MAIO 2019
segunda, 17 de junho de 2019
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO

Terremoto de 5,8 graus mata 14 no sudoeste da China

10 Mar 2011 - 09h58Por EFE

Um terremoto de 5,8 graus na escala Richter deixou 14 mortos e 135 feridos na Província chinesa de Yunnan, no sudoeste do país, informou a agência de notícias oficial Xinhua nesta quinta-feira (10).

O terremoto, com epicentro a 10 km de profundidade no povoado de Shiming, que fica no distrito de Yingjiang, ocorreu às 12h58 da hora local (1h58 pelo horário de Brasília).

Dezenas de pessoas ficaram presas sob os escombros de várias casas que desmoronaram, assim como ocorreu com parte de um supermercado e um hotel, segundo testemunhas citadas pela Xinhua.

O tremor provocou ainda o corte da energia elétrica, segundo a agência, que assinalou que já foram enviados soldados à região para ajudar nos trabalhos de resgate.

Dez minutos após o terremoto, houve três réplicas - terremotos secundários - de 4,7 graus na escala Richter.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Governo do MS assina nesta terça 'Decola MS', programa vai ampliar voos em BONITO e demais cidades
OPORTUNIDADE NO MS
Em MS, Prefeitura abre inscrições para dois processos seletivos
BONITO - MS - AÇÕES NO RIO FORMOSO E RIO DA P
Governo do MS anuncia que vai realizar megaoperação para salvar águas cristalinas de Bonito (MS)
JARDIM - MS - POLÍCIA
Suspeito de assalto é atropelado por viatura da PM e morre na delegacia em JARDIM (MS)
ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
CASO DE POLÍCIA
Rapaz de 22 anos é encontrado em matagal ferido com 20 facadas em cidade do MS
MATO GROSSO DO SUL - SAÚDE
Em agosto, Governo do Estado e Hospital Regional reativam serviço de cirurgias bariátricas em MS
FESTIVAL DE INVERNO DE BONITO
BONITO (MS): Festival traz espetáculos de dança, Bossa Nova e performances contemporâneas
ELEIÇÕES 2020
Rose Modesto admite interesse em disputar prefeitura de Campo Grande, mas nega acordo com o MDB
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados