Menu
ITALÍNEA DOURADOS
tera, 16 de outubro de 2018
KAGIVA
Busca

Surto de bactéria E.coli já atinge 12 países, diz OMS

3 Jun 2011 - 13h47Por Folha.com

Doze países informaram de casos de pessoas diagnosticadas com a variante da bactéria intestinal E. coli Enterohemorrágica (EHEC), informou nesta sexta-feira o Escritório Regional Europeu da OMS (Organização Mundial da Saúde) em Copenhague. A bactéria, uma variante nunca antes vista, causou 18 mortes na Alemanha e Suécia e deixou centenas de contaminados.

A lista dos países atingidos é liderada pela Alemanha, que tem 1.046 pacientes diagnosticados com a de EHEC e 470 pacientes com a Síndrome Hemolítico-Urêmica (SHU), sintoma mais grave da doença, causado por uma toxina específica desta variedade de E.coli que destrói hemácias (células vermelhas do sangue) e provoca insuficiência renal.

Na lista, figuram ainda a Áustria (com dois casos de EHEC), a República Tcheca (com um caso de EHEC), a Dinamarca (com dez casos de SHU e sete de EHEC), França (com seis casos de EHEC), Holanda (com quatro casos de EHEC e outros quatro de SHU), Noruega (com um caso de EHEC), Espanha (com um caso de SHU), Suécia (com 28 casos de EHEC e outros 15 de SHU), Suíça (com dois casos de EHEC), Reino Unido (com quatro casos de EHEC e outros três de SHU) e Estados Unidos (com dois casos de SHU).

A maioria dos casos é de indivíduos que residem ou visitaram recentemente o norte da Alemanha durante o período de incubação da infecção, com exceção de uma pessoa que se infectou após ter contato com alguém que tinha estado na Alemanha e duas que se contaminaram fora do país, disse a OMS.

A OMS ressaltou ainda que não recomenda nenhum tipo de restrições comerciais relacionadas com o surto e que mantém os Estados-membros da organização informados sobre sua evolução, além de oferecer ajuda técnica e de pesquisa.

A Comissão Europeia suspendeu na quarta-feira o alerta sanitário decretado contra os pepinos espanhóis após uma denúncia equivocada das autoridades de Hamburgo sobre uma relação entre estes produtos e o surto mortal da bactéria E.coli.

A União Europeia condenou nesta sexta-feira a decisão russa de vetar a importação de verduras frescas do bloco. O representante da UE na Rússia, Fernando Valenzuela, afirmou que a proibição russa é contrária às regras da Organização Mundial do Comércio (OMC), a qual Moscou deseja aderir ainda em 2011. A Rússia é a última grande potência econômica que não integra a OMC.

"A Rússia quer, e espero que consiga, aderir à OMC em um futuro próximo", declarou Valenzuela em uma entrevista coletiva em Moscou. "Um dos aspectos da entrada da Rússia na OMC é respeitar uma série de regras, mas a proibição decidida pelas autoridades da Rússia não respeita estas regras", completou.

Cientistas alemães e chineses conseguiram decifrar na quinta-feira o genoma da E.coli, identificado como um cruzamento até agora desconhecido de bactérias, que provocou já a morte de 18 pessoas e ameaça arruinar a colheita de agricultores de toda Europa.

A equipe bacteriológica da Clínica Universitária Eppendorf de Hamburgo, a cidade da qual partiu o alerta de saúde e também a retirada precipitada de pepinos espanhóis do mercado, foi quem informou da identificação do genoma da bactéria letal, surgida da combinação entre pelo menos duas variedades.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESAPARECEU
Servidora pública com depressão desaparece e preocupa família
PESQUISA IBOPE PARA PRESIDENTE
IBOPE: Para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
BONITO - MS - RIO MIRANDA
Em Bonito, Rio Miranda volta ao nível normal e Defesa Civil monitora as regiões mais afetadas
MUNDO DA TV
Com paralisia, Liminha segue internado e sem previsão de alta
ENTRETENIMENTO
Na reta final de “Sol”, Remy descobrirá que é tio da Karola
ANIMAIS COM VONTADE DE VIVER
Cachorro com câncer anda em balão, toma sorvete e acampa
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Caravana da Saúde salvou e continuará salvando vidas, diz Reinaldo Azambuja
VENDAVAL NO MS
Vendaval destelha barracão e danifica máquinas agrícolas em fazenda
OPORTUNIDADES NO MS
Concursos em MS oferecem mais de 1,9 mil vagas e salários até R$ 8,6 mil
ELEIÇÕES 2018 - ARTICULAÇÕES
Odilon Jr. visitou Puccinelli na prisão antes de apoio do MDB