Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quarta, 24 de outubro de 2018
KAGIVA
Busca

Supremo nega Habeas Corpus ao empresário Fahad Jamil

29 Jun 2011 - 07h40Por Campo Grande News

A 1ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) negou Habeas Corpus ao empresário Fahd Jamil, condenado a 12 anos de reclusão por evasão de divisas. Ele pedia a revogação da prisão preventiva.

O julgamento foi retomado hoje com o voto vista do ministro Luiz Fux. Ele acompanhou o relator pelo indeferimento do pedido.

Fux disse que os autos revelam indícios de que o empresário pretende se furtar à aplicação da lei penal. É porque o condenado, que morava em Ponta Porã (na região Sul do Estado, na fronteira com o Paraguai), fugiu do local do crime.

A presidente da Turma, ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, também acompanhou o relator.

Na sessão do dia 24 de maio, o relator do caso, ministro Ricardo Lewandowski, havia votado pelo indeferimento do pedido.

O voto divergente foi do ministro Marco Aurélio. Para ele, a evasão do distrito da culpa não pode levar à decretação automática da prisão preventiva.

Fahd Jamil está foragido desde 2005. Ele foi condenado em diversas ações penais por tráfico internacional de drogas, sonegação fiscal e evasão de divisas. O empresário brasileiro fez fortuna em Ponta Porã e Pedro Juan Caballero (Paraguai).

Ele é dono de fazendas e cassinos e oficialmente fez fortuna com o monopólio do fornecimento de cigarros brasileiros ao Paraguai, mas é apontado por agências de repressão ao narcotráfico do Brasil e do Paraguai como um dos homens mais poderosos no comércio de drogas, reagentes químicos para o refino de cocaína, armas, jogo ilegal e contrabando.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÃO DA PMA - RIO MIRANDA
No Rio Miranda, PMA autua pescador por pesca ilegal, apreende pescado e um pescador foge
BONITO - MS - EM ALERTA
Em Bonito e todo o MS, Defesa Civil emite alerta para mais riscos de tempestades
NOVA PESQUISA - GOVERNO DO MS
Azambuja mantém liderança no 2º turno em nova pesquisa divulga hoje terça 23 de outubro
POLÍTICA - DEPOIMENTO
VÍDEO: seção judiciária chefiada por Odilon foi investigada por venda de armas apreendidas
BONITO - MS
Campanha reúne fundos para conserto da Van da Pestalozzi em Bonito
A FAZENDA 10 - CLIMA QUENTE
A Fazenda 10: Nadja e Gabi trocam farpas, modelo se revolta quebra prato e confusão toma conta
RETA FINAL - NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Karola pode morrer no final de Segundo Sol; saiba mais
BONITO - MS - BEACH TENNIS
Bonitenses fazem bonito e campeões são definidos na 4ª etapa do estadual de Beach Tennis
TELEFONIA
STF julga inconstitucional lei de MS que proíbe tempo para uso de crédito de celular
POLÍTICA
Deputados analisam veto sobre recorrer de multa pela internet