Menu
ITALÍNEA DOURADOS
sbado, 22 de setembro de 2018
KAGIVA
Busca
Brasil - Política

Suplente é suspeito de planejar morte de deputados em Alagoas; alvo se diz surpreso

4 Jan 2012 - 16h00Por Uol

A Polícia Federal descobriu um plano, supostamente articulado por um suplente parlamentar, para matar um dos deputados estaduais titulares da Assembleia Legislativa de Alagoas. A execução aconteceria durante o Réveillon, mas foi interceptada por policiais federais, que identificaram os supostos autores do crime.

No dia 30, dois carros com policiais foram abordados, na divisa entre Pernambuco e Alagoas, e eles estariam a mando do suplente Cícero Ferro (PMN) para praticar o crime. Os nomes dos autores não foram revelados, assim como não foi informado se os suspeitos de executar o crime estão detidos.

O delegado-geral da Polícia Civil de Alagoas, José Edson de Freitas, confirmou a existência do plano e afirmou ao UOL Notícias que foi a PF quem repassou a informação no último dia 30, pedindo que o Estado aumentasse a segurança dos alvos.

Segundo Freitas, o plano seria para assassinar o deputado Dudu Holanda (PSD) ou o deputado Maurício Tavares (PTB). Com uma das mortes, surgiria uma vaga na Assembleia para o suplente de deputado estadual Cícero Ferro, acusado de vários crimes no Estado.

“A PF informou o plano e imediatamente nos reunimos com os dois deputados. Eles tiveram a segurança reforçada. Estamos investigando o caso e dando total apoio aos deputados”, disse Freitas, destacando que o plano está sendo investigado pelo Deic (Departamento Especial de Investigação e Captura).

A PF foi procurada pela reportagem, mas informou que não iria se pronunciar sobre o assunto para não atrapalhar as investigações.

Alvo se diz surpreso

A reportagem do UOL Notícias conversou com uma das supostas vítimas, o deputado Dudu Holanda, que está de licença médica devido a um problema de saúde. Ele disse que ficou surpreso com a informação. “Até porque tenho uma relação excelente com Cícero Ferro”, disse Holanda.

“Conversei com ele [Cícero Ferro] depois da revelação desse suposto plano, e ele negou veementemente. As informações do plano para me matar ou matar o Maurício Tavares são de fonte de credibilidade, que é a Polícia Federal, e assim fica difícil a gente não acreditar numa coisa dessa. Mas não quero acreditar que seja realmente armação de Cícero Ferro”, disse Holanda, destacando que não andava com seguranças, mas agora está com policiais o assessorando.

“Tenho parentes que são policiais, e eles é quem agora estão me acompanhando. Apesar de o meu colega negar, não podemos vacilar mais”, afirmou o deputado, que está em Maceió se preparando para viajar para São Paulo para fazer uma bateria de exames de revisão devido a uma cirurgia de redução de estômago que se submeteu há dez anos e estaria com algumas complicações. Ele deve ficar licenciado do cargo até 15 de abril.

O deputado Maurício Tavares está em viagem fora do país e não foi localizado pela reportagem. O UOL Notícias tentou entrar em contato com o suplente Cícero Ferro, mas ele não atendeu a nenhum dos três números de telefone celular que possui nem retornou as ligações até a publicação deste texto.

Cícero Ferro está no exercício do mandato desde 23 de agosto, ocupando a vaga de Maurício Tavares – que se licenciou para tratar de complicações decorrentes de diabetes. Antes de tomar posse, Cícero Ferro – que já foi preso quatro vezes durante operações das polícias Civil e Federal – estava com mandado de prisão em aberto, acusado de ser mandante do assassinato do vereador de Delmiro Gouveia Fernando Aldo, ocorrido em 2007.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - VISITA NO GABINETE
BONITO (MS): No gabinete, Prefeito recebe visita de dirigentes e alunos da Pestalozzi
BONITO - MS - PRAÇA DA MARAMBAIA
Praça da Marambaia terá aulas de zumba neste sábado em Bonito (MS)
BONITO - MS
Clube do Laço Nabileque de Bonito convoca associados para Assembleia geral ordinária
POLÍTICA
Assembleia Legislativa: nova pesquisa Ranking tem novidades
ECONOMIA
Presentes e comemorações do Dia das Crianças devem movimentar R$ 130 milhões em MS
CIDADES
De cada 10 cidades de MS, menos de 4 tem plano municipal para o saneamento básico, aponta IBGE
POLÍTICA
Líder, Azambuja tem 42,9%; juiz Odilon é segundo, com 29,35%
ECONOMIA
Brasileiros poderão receber remessas do exterior diretamente em reais
SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
Futuro presidente terá de enfrentar financiamento do SUS
GERAL
Ninguém acerta as seis dezenas e prêmio da Mega-Sena acumula