Menu
KAGIVA
quarta, 17 de outubro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Setor de joias penhoradas movimenta R$ 80 milhões em empréstimos no Estado

11 Ago 2011 - 07h33Por Correio do Estado

O penhor de jóias cresce consideravelmente em Mato Grosso do Sul. Em relação ao ano passado, o valor dos empréstimos aumentou 22,5%. No primeiro semestre deste ano, a Caixa Econômica Federal fechou 114 mil contratos no Estado, o que representa cerca de 18 mil contratos por mês, totalizando R$80 milhões em empréstimos.

Segundo o gerente regional da Caixa, Márcio Antunes Fonseca, o penhor se configura no empréstimo mais livre de burocracias do mercado banqueiro. “Basta ir à uma agência da Caixa, levando comprovante de residência, RG, CPF e a jóia que deseja penhorar. É um processo rápido que cresce ano após ano”, comenta.

O gerente acredita que o investimento seja o mais tradicional e também o mais seguro. “Nunca houve caso de assalto no Estado. As jóias são guardadas em casa forte e possuem seguro”.

Existem unidades que fazem penhor em Ponta Porã, Dourados, Corumbá e Três Lagoas

Deixe seu Comentário

Leia Também

AINDA DESAPARECIDA
Servidora pública do TRE/MS continua desaparecida e familiares pedem ajuda
PESQUISA NO MS
Reinaldo abre 14% e chega com 57% dos votos válidos em nova pesquisa no MS
BRIGA INTERNA EM PLENA CAMPANHA
Conselho de Ética do PDT pede 'cabeça' de Odilon por apoio a Bolsonaro
BONITO - MS - OBRAS E MELHORIAS
BONITO: Agesul e prefeitura concluem revitalização de mais de 70 KM da estrada vicinal da La Lima
ELEIÇÕES PARA PRESIDENTE
Bolsonaro lidera em 4 regiões; Haddad está na frente no Nordeste, VEJA OS GRÁFICOS
LUTO NA TV
Aos 78 anos, morre o jornalista Gil Gomes
TRAGÉDIA
Menina de 2 anos é atropelada na garagem de casa quando mãe dava ré no carro, em Campo Grande
APOIO À REINADO AZAMBUJA
Deputado do MDB reúne prefeitos, vereadores e lideranças de MS em apoio à Reinaldo Azambuja
BONITO - MS
Conhecimento e muita diversão marcaram o 7° Acampamento do Instituto Mirim Ambiental de Bonito
DESAPARECEU
Servidora pública com depressão desaparece e preocupa família