Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quinta, 20 de setembro de 2018
KAGIVA
Busca

Sesi quer implantar Observatório Sócio-Ambiental em Bonito

3 Mai 2011 - 11h48Por Boni Miranda - Bonito Informa - Assessoria

O Sesi mantém a articulação para a implantação do Observatório Sócio-Ambiental de Bonito, que vai modernizar e ampliar a estrutura física da atual área da entidade na cidade para que o espaço seja capaz de receber projetos voltados à ampliação da consciência e gestão sócio-ambientais das empresas sul-mato-grossenses. Na prática, o local, que foi adquirido em abril de 1998 para expandir a atuação do Sesi na região, será um instrumento sistemático de pesquisa, organização e difusão de temas sócio-ambientais, articulando pesquisa, ensino e prática social com a formação e capacitação de empresários e gestores de indústrias do Estado.

Ele terá, dentre suas finalidades, a concentração de informações relativas ao desenvolvimento de programas sócio-ambientais das indústrias e disponibilização de dados relativos a programas sócio-ambientais para pesquisa. Além disso, o espaço disponibilizará seminários e encontros técnicos em gestão sócio-ambiental, palestras e estudos de casos em projetos sócio-ambientais empresariais, apoio à formação de multiplicadores de estratégias de gestão sócio-ambiental, elaboração e divulgação de materiais didáticos, espaço para divulgação e troca de experiências, exposição de novas tecnologias e técnicas de gestão sócio-ambiental, elaboração e divulgação de boletins informativos, módulos de educação a distância e capacitação de empresários e gestores.

Segundo a superintendente do Sesi, Maura Gabínio, o Observatório Sócio-Ambiental de Bonito vai agregar ainda mais à marca da entidade, amplamente reconhecida pelos seus valores e pela qualidade na oferta de produtos e serviços voltados para o aumento da qualidade de vida do trabalhador da indústria e seus dependentes. “A localização privilegiada do espaço, inserido em região reconhecida como pólo do eco-turístico, contribuirá ainda para oferecer aos empresários e gestores empresariais de indústrias contribuintes e preferencialmente sindicalizadas diversos outros serviços, como passeios, trilhas e mergulhos”, analisou, informando que a estrutura-física do local contará com bloco de observação, bloco de apartamentos, quatro chalés, espaço gourmet, vestiários, piscina, quiosques, dormitórios para os funcionários, casa para o zelador e estacionamento para os visitantes.

Meio ambiente

Ela destaca que o treinamento ambiental consiste em uma das melhores práticas para promover uma gestão ambiental estratégica, além de se constituir em dever das organizações que possuem sistema de gestão ambiental ISO 14001. “A importância do treinamento ambiental reside no fato de que ele pode gerar, na organização, uma conscientização e uma ação ambientalmente proativa nos gestores e funcionários”, pontuou, reforçando que o marketing verde possui papel fundamental na construção da imagem da empresa, pois, se ela tem atuação sócio-ambiental favorável, é ainda mais essencial que o consumidor tenha conhecimento desta atuação.

Para Maura Gabínio, os consumidores tornam-se cada vez mais exigentes quanto às práticas ambientais responsáveis, o que acaba impulsionando os esforços de marketing das empresas em favor do meio ambiente. “É necessário que as empresas que adotam o marketing verde realizem práticas ambientais adequadas sem deixar de oferecer qualidade, e preço adequado aos consumidores”, analisou, reforçando que, compreendendo uma área de 40 hectares, a propriedade, que está inserida na bacia do Rio Paraguai e sub-bacia do Rio Miranda, tendo em um de seus limites na margem esquerda o Córrego Formosinho, vai possibilitar que os empreendedores tenham contato direto com o meio ambiente.

Afinal, hoje, cada vez mais, torna-se necessária a busca de projetos que envolvam novas oportunidades profissionais, conceitos culturais e pedagógicos, além da melhoria da qualidade de vida do ser humano. Com projetos planejados e implementados de forma sustentável, o espaço contribuirá com a preservação do meio ambiente, a geração de empregos qualificados, o desenvolvimento social local e regional e a criação de entrepostos formais e informais de troca de conhecimento socioambiental com geração de riquezas. A superintendente do Sesi reforça que treinamentos com imersão merecem um ambiente neutro, fora do ambiente da empresa, para incentivar os participantes a se desligarem da rotina e entregarem-se de corpo e alma à atividade.

No caso específico do projeto, espera-se que a imersão dentro de ambiente destinado à contemplação e respeito ao meio ambiente sirva de cenário ideal para que se possa aprofundar a temática da responsabilidade socioambiental. Somando-se a isso, não se podem relevar as necessidades do público alvo das ações a serem empreendidas pelo Observatório Sócio-ambiental de Bonito. Formado principalmente de empresários e gestores das indústrias, em suma, ocupantes de cargos de liderança dentro de suas organizações, torna-se necessário criar condições atraentes que estimulem se deslocar para um ambiente longe da empresa e se dedicar ao aprendizado de novos conceitos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2018
Odilon perde para Reinaldo e vai ter que fazer propaganda para tucano em rede social
OPERAÇÃO VOSTOK
Polaco presta depoimento na Operação Vostok e nega contato com Reinaldo Azambuja
ELEIÇÕES 2018 -
Justiça indefere registro candidatura de João Grandão e mais 9 candidatos em MS
ESPORTES
Inscrições para Jogos Radicais Urbanos terminam nesta quinta
LIGA DOS CAMPEÕES 2019
Lateral de MS marca e garante empate do Shakhtar Donetsk na estreia
FALSO POLICIAL
Falso policial condenado a 117 anos é preso na Bolívia
CIDADES
Homem é preso em flagrante ao tentar incendiar viatura da polícia em MS
CIDADES
Anac interdita 6 aeronaves irregulares alvos de fiscalização em MS
GERAL
Mega-Sena especial vai sortear hoje prêmio de R$ 17 milhões
ECONOMIA
Ipea confirma tendência ao desalento no mercado de trabalho