Menu
KAGIVA
segunda, 22 de outubro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Serviços de TV paga crescem 2% em maio; TV por satélite avança

29 Jun 2011 - 10h02Por Folha.com

O mercado de televisão paga no país registrou crescimento de 2,03% em maio sobre o mês anterior, com os serviços por satélite liderando o avanço, de acordo com dados da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

As empresas de TV paga obtiveram 216,2 mil novos assinantes em maio, e os serviços passaram a atender 10,9 milhões de residências, representando estimados 18,2% do total de lares brasileiros, segundo dados da Anatel divulgados nesta terça-feira.

A liderança do setor foi mantida em maio pela TV por satélite, que ampliou sua participação de 49,2% do mercado em abril para 49,8% em maio, com crescimento de 3,3%.

Já os serviços prestados via cabo perderam terreno ao registrarem crescimento inferior, de 0,9%. A fatia de mercado da TV a cabo recuou de 48,1 em abril% para 47,6% em maio.

Em abril, os serviços de TV por satélite haviam ultrapassado os de TV a cabo pela primeira vez em market share.

Os serviços prestados via microondas mantiveram sua trajetória negativa, perdendo 1,7% dos assinantes e 2,6% de participação de mercado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS
Certificado inclui Bonito no Mapa do Turismo Brasileiro
PESQUISA 2º TURNO - GOVERNADOR
Reinaldo tem 54% em nova pesquisa divulgada nesta segunda-feira 22 de outubro
EMPREGOS
MS tem mais de 2 mil vagas em concursos e salários de até R$ 11 mil
CIDADES
Discussão por xenofobia termina com baiano esfaqueado em MS
CINEMA
Com crítica política, animação brasileira é destaque em festival
GERAL
Para presidente da CBL, falta de leitura favorece notícias falsas
EDUCAÇÃO
Inscritos no Enem podem checar local de provas a partir de hoje
BONITO - MS - APROVADO NA CÂMARA
Câmara aprova projeto de proibição da taxa de religação de água pela Sanesul em Bonito (MS)
NOVELA DA GLOBO
Segundo Sol: Por Karola, Deborah Secco passa a tesoura no cabelão; veja o novo visual
MUNDO DA TV
Fábio Porchat pede demissão da Record