Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quarta, 15 de agosto de 2018
KAGIVA
Busca
Polêmica

Sequência de vetos em Mato Grosso do Sul causa polêmica entre deputados e governador

9 Nov 2011 - 18h00Por midiamax

Ana Rita Amarilia

 

A truculência do governador André Puccinelli para impor a vontade do executivo sobre as decisões do legislativo sul-mato-grossense voltou a ser motivo de debates na sessão da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (9). Deputados reclamam da sequência de vetos que o Governo tem aplicado a matérias aprovadas pelos parlamentares.

O deputado estadual Pedro Kemp (PT) reclamou sobre mais um projeto de sua autoria apresentado em 2010 que sofreu veto. O projeto, que dispõe sobre o tempo máximo de espera para realização de procedimentos médicos nas Unidades da Rede Pública de Saúde, foi barrado na canetada pelo governador André Puccinelli (PMDB).

Kemp defendeu o projeto e pediu o apoio dos deputados para derrubar o veto.

Em seguida, o Deputado Cabo Almi (PT) destacou que o veto em projetos estão se tornando prática comum. “O legislativo quer resolver na prática e o Executivo veta”. E acrescentou indignado: “Esta casa precisa se fortalecer e eu passo a avaliar o meu custo para a sociedade”.

Cabo Almi ressaltou que os projetos são amplamente discutidos para depois serem aprovados. “Vários pareceres e parece que estamos fazendo tudo errado”.

Comissões

O Deputado Estadual Marquinhos Trad (PMDB) avaliou que a Comissão de Constituição e Justiça estaria direcionando os parlamentares ao erro. “Chamo a atenção para a justificativa do veto, onde está é notório e público as dificuldades que o Poder público vem enfrentando na saúde e é um problema nacional. Aqui é nacional, no IPVA Amapá é Amapá e Mato Grosso do Sul é Mato Grosso do Sul”.

Marquinhos Trad enfocou que o município pode determinar sobre o tempo nas filas dos bancos. “Por que o estado não pode sobre o tempo para as filas da saúde?”

Apesar da polêmica, permaneceu o veto ao projeto, sendo que os deputados Marquinhos Trad, Lauro Davi, Laerte tetila, Pedro Kemp e Paulo Duarte foram contrários.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
A condenação do rio da Prata, essencial para a biodiversidade
LOTERIA
Sul-mato-grossense ganha R$ 1 milhão na loteria da Caixa
STOCK CAR 2018
Bons retrospecto em MS anima pilotos da Cavaleiro Sports
CASO DE POLÍCIA
Boliviana denuncia estupro de criança de 8 anos em fazenda no Pantanal
CIDADES
Na contramão do nacional, MS registra queda na mortalidade materna
POLÍTICA
Para eleitores, 2º turno a presidente será entre Bolsonaro e Alckmin
POLÍTICA
Aprovado projeto que proíbe pedófilos de concorrer em concurso estaduais
SAÚDE
CFM lança código de ética para estudantes de medicina
ECONOMIA
Empresários brasileiros buscam ampliar parcerias com o Paraguai
EDUCAÇÃO
Resolução libera curso Técnico de Hospedagem em polo de escola no interior do Estado