Menu
ITALÍNEA DOURADOS
sexta, 14 de dezembro de 2018
KAGIVA
Busca
UNIPAR_PC
Polêmica

Sequência de vetos em Mato Grosso do Sul causa polêmica entre deputados e governador

9 Nov 2011 - 18h00Por midiamax

Ana Rita Amarilia

 

A truculência do governador André Puccinelli para impor a vontade do executivo sobre as decisões do legislativo sul-mato-grossense voltou a ser motivo de debates na sessão da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (9). Deputados reclamam da sequência de vetos que o Governo tem aplicado a matérias aprovadas pelos parlamentares.

O deputado estadual Pedro Kemp (PT) reclamou sobre mais um projeto de sua autoria apresentado em 2010 que sofreu veto. O projeto, que dispõe sobre o tempo máximo de espera para realização de procedimentos médicos nas Unidades da Rede Pública de Saúde, foi barrado na canetada pelo governador André Puccinelli (PMDB).

Kemp defendeu o projeto e pediu o apoio dos deputados para derrubar o veto.

Em seguida, o Deputado Cabo Almi (PT) destacou que o veto em projetos estão se tornando prática comum. “O legislativo quer resolver na prática e o Executivo veta”. E acrescentou indignado: “Esta casa precisa se fortalecer e eu passo a avaliar o meu custo para a sociedade”.

Cabo Almi ressaltou que os projetos são amplamente discutidos para depois serem aprovados. “Vários pareceres e parece que estamos fazendo tudo errado”.

Comissões

O Deputado Estadual Marquinhos Trad (PMDB) avaliou que a Comissão de Constituição e Justiça estaria direcionando os parlamentares ao erro. “Chamo a atenção para a justificativa do veto, onde está é notório e público as dificuldades que o Poder público vem enfrentando na saúde e é um problema nacional. Aqui é nacional, no IPVA Amapá é Amapá e Mato Grosso do Sul é Mato Grosso do Sul”.

Marquinhos Trad enfocou que o município pode determinar sobre o tempo nas filas dos bancos. “Por que o estado não pode sobre o tempo para as filas da saúde?”

Apesar da polêmica, permaneceu o veto ao projeto, sendo que os deputados Marquinhos Trad, Lauro Davi, Laerte tetila, Pedro Kemp e Paulo Duarte foram contrários.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - MEDIDAS TOMADAS
Governo de MS adota medidas de contenção de erosão para preservar os rios de Bonito
BONITO - MS - HOMENAGEADO
Gruta do Lago Azul era para dar tiro e fazer churrasco, conta guia pioneiro de Bonito (MS)
GOVERNO DO MS - CONQUISTA
Com 86% das metas cumpridas, Reinaldo se reúne com eleitos e traça projetos para 2019
BONITO - MS - RÉVEILLON 2019 -
Prefeitura divulga regulamento sobre as festividades do Réveillon 2019 em Bonito (MS)
CORPO ENCONTRADO EM RIO DE MS
Bombeiros localizam o corpo do homem que sumiu na pescaria em MS
BONITO - MS - NOVA DIRETORIA DA OAB
Nova diretoria da 23ª subseção da OAB de Bonito toma posse
RIO DA PRATA DE VOLTA
'Clareza' do Rio da Prata aparece e semana é marcada por audiência e clamor popular em Bonito (MS)
DUAS MORTES POR RAIOS NO MS
Tempestade surpreende e dois morrem atingidos por raios em MS
GOVERNO DO MS - EM 2019
No 2º mandato, Reinaldo vai doar metade do salário a entidades
BONITO - MS - TÁ NA CONTA
Prefeitura Municipal deposita 2ª parcela do 13º salário em Bonito (MS)