Menu
KAGIVA
terÁa, 16 de outubro de 2018
ITAL√ćNEA DOURADOS
Busca

Senado aprova combate ao bullying nas diretrizes de ensino

15 Jun 2011 - 11h29Por Folha.com

O Senado aprovou nesta terça-feira (14) projeto que obriga os estabelecimentos de ensino a adotar condutas para prevenir e combater a prática do bullying, de intimidação e agressão entre os estudantes.

O texto inclui na LDB (lei de diretrizes e bases da educação) artigo que determina às escolas promover um "ambiente escolar seguro" com estratégias de prevenção e combate à prática do bullying.

Como o projeto foi aprovado em caráter terminativo pela Comissão de Educação do Senado, sem a necessidade de passar pelo plenário, segue para votação na Câmara.

Atualmente, na legislação brasileira, não há a previsão de combate ao bullying nos ambientes escolares - apenas menções indiretas à sua prática. A Constituição prevê, por exemplo, assegurar à criança e ao adolescente ambiente a salvo de toda forma de negligência, discriminação, crueldade e opressão - mas sem nenhum menção ao bullying. O mesmo ocorre no Estatuto da Criança e do Adolescente, que não inclui o bullying entre os seus artigos.

Autor do projeto, o senador Gim Argello (PTB-DF) afirma que o Brasil precisa adotar medidas para combater à prática por considerar os efeitos do bullying 'deletérios' especialmente às crianças.

"Ele afeta indivíduos de tenra idade, cuja personalidade e sociabilidade estão em desenvolvimento. Além disso, a vulnerabilidade das vítimas costuma ser acentuada pelo fato de apresentarem alguma característica que as torna diferentes da maioria dos alunos, justamente o que as faz alvos preferenciais dos praticantes", afirmou Gim.

Pelo texto, as escolas ficam obrigadas a prevenir a prática, capacitar técnica e pedagogicamente os profissionais de educação (incluindo não docentes) contra o bullying e promover a interação entre educadores e pais de alunos. O projeto também determina a articulação entre gestores educacionais e seguranças do bairro para garantir a proteção dos estudantes, além da conscientização das crianças e jovens sobre as consequências do bullying.

"A novidade do projeto é avocar ao sistema educativo escolar, à responsabilidade de cada escola, a incumbência de prevenção e combate ao bullying, muito bem definido como práticas de intimidação e agressão recorrentes contra pessoas, em geral diferentes e indefesas", disse o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), relator do projeto.  

Deixe seu Coment√°rio

Leia Também

BRIGA INTERNA EM PLENA CAMPANHA
Conselho de √Čtica do PDT pede 'cabe√ßa' de Odilon por apoio a Bolsonaro
BONITO - MS - OBRAS E MELHORIAS
BONITO: Agesul e prefeitura concluem revitalização de mais de 70 KM da estrada vicinal da La Lima
ELEI√á√ēES PARA PRESIDENTE
Bolsonaro lidera em 4 regi√Ķes; Haddad est√° na frente no Nordeste, VEJA OS GR√ĀFICOS
LUTO NA TV
Aos 78 anos, morre o jornalista Gil Gomes
TRAG√ČDIA
Menina de 2 anos é atropelada na garagem de casa quando mãe dava ré no carro, em Campo Grande
APOIO À REINADO AZAMBUJA
Deputado do MDB re√ļne prefeitos, vereadores e lideran√ßas de MS em apoio √† Reinaldo Azambuja
BONITO - MS
Conhecimento e muita divers√£o marcaram o 7¬į Acampamento do Instituto Mirim Ambiental de Bonito
DESAPARECEU
Servidora p√ļblica com depress√£o desaparece e preocupa fam√≠lia
PESQUISA IBOPE PARA PRESIDENTE
IBOPE: Para presidente, votos v√°lidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
BONITO - MS - RIO MIRANDA
Em Bonito, Rio Miranda volta ao n√≠vel normal e Defesa Civil monitora as regi√Ķes mais afetadas