CLINICA_RITH
6 de Julho de 2017 19h40

Secretário de Obras do Estado reforça investimentos e explica projetos paralisados em Bonito (MS)

KEMILA PELLIN / PORTAL DA EDUCATIVA
FOTOS: JABUTY - Secretário de Obras do Estado reforça investimentos e explica projetos paralisados em BonitoFOTOS: JABUTY - Secretário de Obras do Estado reforça investimentos e explica projetos paralisados em Bonito

O secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Miglioli esteve em Bonito nesta quarta-feira (6) para uma visita técnica as obras que estão sendo realizadas pelo governo do Estado na MS-382, até a entrada da Gruta do Lago Azul e na BR-267, no trecho conhecido como Estrada do Curê. Ele também recebeu representantes da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para uma avaliação do Aeroporto Regional de Bonito, atualmente administrado pelo Executivo Estadual.

Foto: Gláucio Cezar – Jabuty

Durante sua passagem pela cidade, o secretário concedeu entrevista à rádio local, onde destacou investimentos e explicou ‘boatos’ envolvendo a administração estadual. O ponto mais polêmico, debatido inclusive pelos vereadores durante sessão desta semana, é o cancelamento da licitação para recapeamento da MS-178, na travessia entre o aeroporto e a entrada da cidade.

Segundo Miglioli, a licitação foi cancelada para que não houvesse perda de recursos federais. “Nós, na ânsia de agilizarmos o processo, soltamos a licitação. Porém essa obra, ela tem uma parte dela, dos R$ 11 milhões, algo em torno de R$ 4 milhões, de recursos federais. E esse projeto não foi aprovado ainda na Caixa Econômica Federal. Se nós continuássemos a licitação, nós perderíamos esse recurso federal. E todos vão convir que na dificuldade financeira que se encontra hoje o país, os municípios, não dá para se perder nada. Então nós, no intuito de não perder esse recurso federal, cancelamos a publicação da licitação e já encaminhamos o projeto para a Caixa”, detalhou.

Ainda segundo o secretário, o governo pediu prioridade na análise desse projeto, para que uma vez atendido todos os requisitos pedidos pela Caixa, ela dê a autorização para prosseguir com a licitação mesmo durante a analise. “Se nós tivermos essa autorização, imediatamente vamos colocar a licitação novamente na praça, porque o projeto já está pronto”, afirmou.

Foto: Gláucio Cezar – Jabuty

Outra questão levantada pelo secretário foi a pavimentação do Bairro Marambaia, que foi acordada com a gestão municipal passada e não teve continuidade por descumprimento de quesitos legais. “Nós fizemos na gestão passada, um convênio de R$ 3,150 milhões de repasses financeiros para que fosse executada a pavimentação do Bairro Marambaia. Eu não quero fazer juízo de valores, mas a administração passada não cumpriu com os quesitos legais do convênio e então tivemos que paralisá-lo. Nós já discutimos isso com o prefeito Odilson e sua equipe jurídica, e definimos que esse convênio não tem condições legais para ter continuidade. É importante esclarecermos a população, aos vereadores, que mais que nunca no Brasil nós temos leis, e que nós, gestores públicos, temos a obrigação de seguir a Lei”, detalhou, ao afirmar que, mesmo com os impasses, o Estado está procurando soluções para cumprir 100% do que foi acordado no bairro.

Aeroporto Regional de Bonito

Miglioli também aproveitou a oportunidade para esclarecer o posicionamento do governo do Estado em relação a Aeroporto Regional de Bonito, que após descumprimento de contrato por parte da empresa licitada, está sob responsabilidade do Executivo Estadual.

Foto: Gláucio Cezar – Jabuty

Segundo ele, a hipótese de fechamento da unidade nunca foi levantada pelo Estado, tanto que houve a necessidade de intervenção. “A única coisa que sempre deixamos claro é que em hipótese nenhuma fecharia o aeroporto de Bonito. Nós estávamos preparados para assumi-lo, caso fosse necessário, tanto que foi feito. Agora as respostas estão chegando de todos os setores do aeroporto e também dos órgãos fiscalizadores. Nós tivemos na semana passada uma visita da aeronáutica brasileira, que elogiou muito a condução do aeroporto de Bonito”.

Sobre os problemas estruturais da pista, Miglioli afirmou que estão buscando soluções definitivas e que em momento nenhum os danos ofereceram risco a segurança do aeroporto. “Já fizemos soluções paliativas e estamos com um projeto em Brasília, para que a gente possa resolver em definitivo o problema da pista. Ela tem algumas questões estruturais, mas em momento algum esses problemas prejudicaram o funcionamento do aeroporto, em questão de segurança. Nos sempre tivemos essa preocupação, sempre estivemos atentos a isso”.

Recapeamento e Pavimentação

Outro compromisso confirmado pelo secretário é o recapeamento das ruas centrais de Bonito, que já está com o projeto executivo licitado e deve começar em breve. “Nós temos um compromisso com o prefeito Odilson de recapear o centro. Nós temos um projeto executivo licitado, estamos pressionado a empresa e ela deve entregar esse projeto até semana que vem. Ela entregando esse projeto, ele vai imediatamente para a licitação”.

Em relação à pavimentação da MS-245, que dá acesso ao Distrito Águas do Miranda, Miglioli destacou que o governo do Estado nunca se comprometeu a realizar a obra sozinho. “Nós assumimos o compromisso de pagar por um projeto executivo. Ele está pago e está entregue na Agesul. Nós também começamos uma tratativa em Brasília, junto ao Ministério do Turismo, para que o governo Federal fizesse um convênio de Bonito até a ponte do Rio Miranda, e então o governo do Estado licitaria do 21 até a ponte do Rio Miranda com recursos próprios. Essa foi a pactuação que nós fizemos e estamos trabalhando nesse sentido. Agora em momento algum, qualquer pessoa ouviu do governo do Estado, do secretário de Estado que essa obra estava contratada ou que seria executada”, finalizou.

Foto: Gláucio Cezar – Jabuty

Foto: Gláucio Cezar – Jabuty

Comentários
Veja Também
Monte sua viagem - agencia sucuri 300x250
dothnews 300x100
Últimas Notícias
  
CLÍNICA_RITH_300
dothCom © Copyright BonitoInforma - Todos os Direitos Reservados.