Menu
mutantes
segunda, 18 de fevereiro de 2019
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Sanesul planeja investir R$ 1 bilhão em fornecimento de água e saneamento até 2015

29 Jul 2011 - 15h31Por Campo Grande News

O diretor presidente da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), José Carlos Barbosa divulgou na manhã desta sexta-feira (29),o planejamento estratégico da empresa, que tem como meta investir R$580 milhões em fornecimento de água e obras de saneamento básico em 123 localidades de 68 municípios de Mato Grosso do Sul.

Deste total a ser investido, R$ 150 milhões são de recursos próprios e o restante dos R$ 430 milhões do governo federal por meio de programas como PAC (Programa de Aceleração ao Crescimento) e PAC Funasa. Somados aos R$ 420 milhões investidos no primeiro governo de André Puccinelli (PMDB), onde 61% eram recursos próprios, a empresa pretende chegar a marca de R$ 1 bilhão investidos até 2015.

Barbosa afirma que a empresa cresceu muito nos últimos quatro anos. Em 2006 a cobertura da rede de esgoto que chegava apenas em 10% do Estado, atualmente está alcançando a faixa de 30%. A meta é que o Estado tenha a cobertura e rede de esgoto em 60% até 2015.

Dentro do planejamento, as maiores cidades como Dourados, Corumbá, Três Lagoas e Ponta Porã deverão chegar a ter 100% de esgoto até o término deste governo. Estes municípios terão R$ 142 milhões de recursos por meio do PAC 2.

Barbosa dá o exemplo da evolução de Corumbá na questão obras de saneamento. “Em 2007 Corumbá tinha 0% de saneamento, agora está em 40% e até 2012, o município terá 80% da cidade com rede de coleta de esgoto”, afirma Barbosa. Durante evento realizado nesta manhã, o governador André Puccinelli (PMDB) autorizou o início dos trabalhos nas obras coma liberação R$ 29 milhões em recursos para Sanesul.

Puccinelli destacou a importância das metas apresentadas pela Sanesul. “Saneamento é saúde. As doenças infectocontagiosas que são veiculadas pela água e ingeridas pela boca, são evitadas através do tratamento da água. A hepatite é uma exemplo desta doença. Com o tratamento adequado da água e da captação de esgoto, pode-se evitar não somente as doenças, como também garantir o registro de índices de saúde muito melhores, e é esta a nossa intenção. Vale lembrar que a saúde faz parte da nossa tríade de prioridades que inclui a educação e segurança. E água tratada com saneamento e captação de esgoto é significado de saúde”, disse o governador.

Entre as obras previstas estão: A implantação de 217 km de redes de água e esgoto, implantação de 11,6 mil ligações domiciliares de água e esgoto, construção de oito poços tubulares profundos, ampliação de uma estação de tratamento de esgoto e a construção de três novas estações de tratamento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Combate a hanseníase: Carreta da Saúde segue por MS e estaciona em Jardim
GERAL
Em MS, 54 mil trabalhadores nascidos em março e abril podem sacar o PIS a partir de quinta-feira
POLÍCIA
PM cumpre dois mandados de prisão e recaptura um evadido do Sistema Prisional em Guia Lopes
POLÍCIA
Polícia Militar apreende 35 pacotes de cigarros contrabandeados em Nioaque
BONITO - MS - SAÚDE
Projeto Roda-Hans/Carreta da Saúde atende amanhã em Bonito
GERAL
Municípios interessados em sediar eventos da Fundesporte devem apresentar propostas até 1º de março
DEFESA SANITÁRIA
Em MS, médicos veterinários cadastrados para coleta de mormo recebem capacitação
ESPORTES
FCMS e Fundesporte abrem inscrições para o primeiro curso de Arbitragem em Canoagem do MS
CULTURA
Músicos lamentam a morte de Dino Rocha, o Rei do Chamamé
CASO DE POLÍCIA NO MS
Em MS, adolescente de 16 anos se tranca em quarto e mata filha de 21 dias sufocada