Menu
mutantes
quarta, 20 de fevereiro de 2019
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Rússia quer levar turistas ao espaço a partir de 2014

16 Ago 2011 - 12h00Por Agência EFE

A empresa espacial russa Energia, fabricante das cápsulas Soyuz, anunciou nesta segunda-feira que está construindo uma nova nave tripulada para enviar turistas para a órbita da Lua a partir de 2014. "A construção está em fase inicial", afirmou Vitali Lopotá, presidente e engenheiro-chefe da Energia, à agência de notícias russa Interfax. Lopotá destacou que as novas naves estarão especialmente equipadas para a realização de programas comerciais com tripulantes não profissionais.

A Energia já negocia o orçamento do projeto, o número de turistas que viajarão em cada voo e o preço que terão de pagar para fazer parte da odisseia espacial. A nova espaçonave será uma versão atualizada das cápsulas Soyuz para receber o novo tipo de tripulante. A futura cápsula fará dois tipos de viagem: à Lua e à Estação Espacial Internacional. De acordo com a Energia, se a jornada turística for uma viagem de ida e volta ao satélite natural, o voo pode se estender por oito ou nove dias. Caso inclua uma visita à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), deve durar até três semanas.

Celebridades - No começo do ano, a companhia Space Adventures (SA), organizadora de voos espaciais turísticos, anunciou a venda de uma passagem na nova Soyuz para uma celebridade por 150 milhões de dólares, mas não divulgou o nome. A ISS já abriu suas portas para sete turistas espaciais: o americano Dennis Tito (2001) foi o primeiro a viajar à plataforma, seguido pelo sul-africano Mark Shuttleworth (2002) e pelo americano Gregory Olsen (2005).

A americana de origem iraniana Anousha Ansari foi a primeira turista mulher a viajar para a estação em 2006, seguida do americano de origem húngara Charles Simonyi (2007) e de Richard Garriott, filho do ex-astronauta americano Owen Garriott. Charles Simonyi foi o único turista a repetir a experiência em março de 2009, enquanto o fundador do Cirque du Soleil, o canadense Guy Laliberté, foi o último amador a visitar a ISS em outubro do mesmo ano. De lá, dirigiu um espetáculo transmitido aos cinco continentes para alertar o mundo sobre o problema da escassez de água.

A Rússia recorreu ao turismo espacial no início dos anos 2000 devido à grave crise de financiamento que afetou seu programa especial após a queda da União Soviética, a primeira potência a enviar um homem ao espaço em abril de 1961. Em 2009, o país decidiu suspender as visitas devido à falta de espaço, uma vez que a tripulação da ISS duplicou para até seis tripulantes, e à decisão dos Estados Unidos de interromper os voos de suas naves.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GESTÃO PÚBLICA
Reinaldo Azambuja fala sobre desafios da nova gestão em entrevista à GloboNews
BONITO - MS - CONGRESSOS DE NETWORKING
Bonito (MS) receberá pelo menos 10 mil visitantes na baixa temporada em busca de networking em 2019
AGORA DEU MEDO
PMA captura cascavel de 1,3 metros em residência na Capital
GERAL
Em MS, 38 radares voltam a operar na BR-163 a partir da próxima semana
TEMPO E TEMPERATURA
Alerta: 24 cidades de MS estão com aviso de tempestade de perigo potencial
BONITO - MS - POLÍCIA
Vítima de 'estupro virtual' volta para casa e retoma rotina na escola em Bonito (MS)
GERAL
Sistema do Detran-MS continua fora do ar nesta quarta-feira
GERAL
Gabaritos do Enade 2018 já estão disponíveis no site do Inep
COTA ZERO
Deputados pedem que caça do jacaré seja liberada
POLÍCIA
Homem é preso, suspeito de exploração sexual de criança