Menu
KAGIVA
domingo, 9 de dezembro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Renda das empregadas domésticas cresceu 43,5% em nove anos

28 Jun 2011 - 17h08Por Correio do Estado

Nos últimos nove anos, as trabalhadoras domésticas tiveram um aumento de renda individual de 18,5 pontos percentuais em relação à média geral de todas as categorias. Os dados da pesquisa Data Popular, com base em dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) do IBGE, foram divulgados nesta segunda-feira (27).

Entre os anos de 2002 e 2011, o rendimento médio individual das trabalhadoras domésticas cresceu 43,5%, enquanto a renda média de cada brasileiro ocupado aumentou 25% no mesmo período.

Informalidade
Nestes nove anos, o vínculo empregatício cresceu, passando de cerca de 1,045 milhão de trabalhadoras com registro para 1,652 milhão.

Apesar de ter crescido de 19% em 2002 para 28% em 2011, a informalidade ainda é comum na categoria. A maioria das trabalhadoras domésticas do Brasil não tem registro em carteira, sendo que, hoje, 72% não trabalham formalmente.

Raio X
A pesquisa considerou trabalhadores domésticos que exercem atividades como caseiro, arrumadeira, faxineira no serviço doméstico, empregada doméstica e diarista.

Em 2002, o Brasil possuía 5,5 milhões de trabalhadoras domésticas. Já em 2011 o número chega a 6,02 milhões, um aumento de 9,35% em nove anos.

Os 6 milhões de trabalhadores da categoria no Brasil atualmente movimentam R$ 43 bilhões. Do total, quase 301 mil trabalhadores do serviço doméstico pertencem às classes A e B.

Profissional
Não foi só a renda dos trabalhadores domésticos que mudou nos últimos nove anos, mas também o perfil de quem exerce a profissão.

Atualmente, quase 301 mil pessoas da categoria pertencem à alta renda, enquanto a nova classe média brasileira ou classe C representa 55% do total. Além disso, 17% contam em suas próprias residências com ajuda de outros trabalhadores domésticos.

Em termos de escolaridade, em 2002, apenas 12,7% tinham frequentado ao menos uma série do Ensino Médio. Em 2011, a parcela chega aos 23,3%. Além disso, em nove anos, a média de idade dos trabalhadores domésticos cresceu dos 35 para os 39 anos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DA G.M DE BONITO
Guarda Municipal de Bonito prende condutor embriagado em flagrante
AÇÕES DA GUARDA MUNICIPAL DE BONITO
Menores são presos por estarem destruindo o patrimônio público em Bonito
CONCURSOS
EDITAL da Polícia Militar abre 120 vagas com salário de R$ 5.769,42
TECNOLOGIA - ANDROIDS
Estes 22 apps detonam a bateria de milhões de Androids; veja a lista
BONITO - MS - NO JAPÃO - MMA
Bonitenses Sidy Rocha e a Edna Trakinas lutam neste domingo em Tokyo no Japão
BONITO - MS - AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Governador entrega na terça-feira mais de R$ 36 milhões em obras em Bonito (MS)
DOR E TRISTEZA
Gabrielly começou a ser agredida por colegas após presentear professora, diz família
GOVERNADOR DO RJ PRESO EM OPERAÇÃO
Pezão participa de hasteamento da bandeira em presídio de Niterói
BONITO - MS - EDUCAÇÃO INFANTIL
Bonito (MS) inova na educação infantil e terá jornada integral e parcial na Rede Municipal de Ensino
EM CIDADE DO MS - CRIME
Em MS, Homens são mortos com requintes de crueldade e polícia suspeita de latrocínio