Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
tera, 19 de fevereiro de 2019
mutantes
Busca
UNIPAR_PC

Renda das empregadas domésticas cresceu 43,5% em nove anos

28 Jun 2011 - 17h08Por Correio do Estado

Nos últimos nove anos, as trabalhadoras domésticas tiveram um aumento de renda individual de 18,5 pontos percentuais em relação à média geral de todas as categorias. Os dados da pesquisa Data Popular, com base em dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) do IBGE, foram divulgados nesta segunda-feira (27).

Entre os anos de 2002 e 2011, o rendimento médio individual das trabalhadoras domésticas cresceu 43,5%, enquanto a renda média de cada brasileiro ocupado aumentou 25% no mesmo período.

Informalidade
Nestes nove anos, o vínculo empregatício cresceu, passando de cerca de 1,045 milhão de trabalhadoras com registro para 1,652 milhão.

Apesar de ter crescido de 19% em 2002 para 28% em 2011, a informalidade ainda é comum na categoria. A maioria das trabalhadoras domésticas do Brasil não tem registro em carteira, sendo que, hoje, 72% não trabalham formalmente.

Raio X
A pesquisa considerou trabalhadores domésticos que exercem atividades como caseiro, arrumadeira, faxineira no serviço doméstico, empregada doméstica e diarista.

Em 2002, o Brasil possuía 5,5 milhões de trabalhadoras domésticas. Já em 2011 o número chega a 6,02 milhões, um aumento de 9,35% em nove anos.

Os 6 milhões de trabalhadores da categoria no Brasil atualmente movimentam R$ 43 bilhões. Do total, quase 301 mil trabalhadores do serviço doméstico pertencem às classes A e B.

Profissional
Não foi só a renda dos trabalhadores domésticos que mudou nos últimos nove anos, mas também o perfil de quem exerce a profissão.

Atualmente, quase 301 mil pessoas da categoria pertencem à alta renda, enquanto a nova classe média brasileira ou classe C representa 55% do total. Além disso, 17% contam em suas próprias residências com ajuda de outros trabalhadores domésticos.

Em termos de escolaridade, em 2002, apenas 12,7% tinham frequentado ao menos uma série do Ensino Médio. Em 2011, a parcela chega aos 23,3%. Além disso, em nove anos, a média de idade dos trabalhadores domésticos cresceu dos 35 para os 39 anos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - HORÁRIOS E LOCAIS
Confira os locais e horários das provas do Concurso Público em Bonito (MS)
TEMPO E TEMPERATURA
Terça-feira será de sol na maior parte do Estado, mas chuva pode vir à tarde
SAÚDE
Combate a hanseníase: Carreta da Saúde segue por MS e estaciona em Jardim
GERAL
Em MS, 54 mil trabalhadores nascidos em março e abril podem sacar o PIS a partir de quinta-feira
POLÍCIA
PM cumpre dois mandados de prisão e recaptura um evadido do Sistema Prisional em Guia Lopes
POLÍCIA
Polícia Militar apreende 35 pacotes de cigarros contrabandeados em Nioaque
BONITO - MS - SAÚDE
Projeto Roda-Hans/Carreta da Saúde atende amanhã em Bonito
GERAL
Municípios interessados em sediar eventos da Fundesporte devem apresentar propostas até 1º de março
DEFESA SANITÁRIA
Em MS, médicos veterinários cadastrados para coleta de mormo recebem capacitação
ESPORTES
FCMS e Fundesporte abrem inscrições para o primeiro curso de Arbitragem em Canoagem do MS