Menu
KAGIVA
quarta, 20 de junho de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Remuneração média cai 1,7% em janeiro no Brasil e 2,8% em SP

30 Mar 2011 - 12h50Por Folha.com

O rendimento médio real da população ocupada caiu 1,7%, para R$ 1.382, em janeiro em sete regiões metropolitanas do Brasil, e se manteve estável para os assalariados (-0,1%), para R$ 1.440.

Na RMSP (Região Metropolitana de São Paulo) a remuneração dos ocupados ficou em R$ 1.505, queda de 2,8%. Já a remuneração dos assalariados ficou em R$ 1.535, recuo de 0,7%, enquanto os autônomos tiveram a maior redução, de 3,7%, para R$ 1.176.

Desemprego no país se mantém estável em 10,5%, diz Seade/Dieese

Os dados são da pesquisa realizada pela Fundação Seade e pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) em sete regiões metropolitanas e divulgada nesta quarta-feira. O índice de desemprego ficou estável em 10,5%, ante taxa de 10,4% registrada em janeiro.

Alexandre Loloian, coordenador técnico da equipe de análises da Seade, indica que alguns fatores influenciaram na redução da remuneração média real. "O aperto da inflação -- já que a remuneração apurada tem descontada o impacto inflacionário --, a queda no rendimento médio dos autônomos e a redução dos salários no setor de serviços, que responde por mais 50% da atividade na RMSP."

Atualmente, o IPCA --índice oficial de inflação-- está acumulado em 6,01%, e a projeção do mercado é de que baterá 7% em agosto.

Segundo dos dados, na RMSP o setor que apresentou a maior queda no número de ocupações foi o comércio (23.000 vagas fechadas), seguido por serviços (16.000) e outros, que inclui serviços domésticos e construção civil (5 mil). O único setor que terminou o mês de fevereiro com alta na abertura de vagas foi a indústria, que abriu 14.000 postos.

REGIÕES

A remuneração verificada por região metropolitana, aponta queda do rendimento médio dos ocupados caiu em 2,6% de sete regiões metropolitanas do país. Porto Alegre registrou o maior aumento percentual com os trabalhadores, passando a ganhar, na média, 1,4% a mais, chegando a R$ 1.393.

Salvador apresentou decréscimo de 2,1%, para R$ 1.089. No Distrito Federal, a queda foi de 0,8%, para R$ 2.098.

Em Belo Horizonte, houve leve redução, de 0,2%, para R$ 1.361.

A remuneração média dos ocupados no Recife também caiu, em 0,6%, para R$ 938.

Segundo a Seade e o Dieese, a população ocupada exclui os trabalhadores assalariados e os empregados domésticos que não tiveram remuneração no mês, além dos trabalhadores familiares sem remuneração e os trabalhadores que ganham exclusivamente em espécie ou benefício.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GOLPE
Estelionatário é preso por aplicar golpes em pelo menos quatro cidades de MS
ESTADO
Julho tem mais um curso da Resenha Virtual de Equídeos de MS
EDUCAÇÃO
Editora Uems receberá obras para publicação a partir de segunda-feira
CIDADES
Ex-diretor da Agepen, Ailton Stroppa, morre em São Paulo aos 62 anos
BONITO - MS - PRAÇA ILUMINADA
Prefeitura licita iluminação da Praça da Liberdade e do CMU em Bonito (MS)
BONITO - MS
Governador e ministro lançam Currículo de Mato Grosso do Sul
EMPREGOS NO ESTADO
Instituto Federal abre 1.140 vagas em cursos gratuitos em 13 municípios
OPORTUNIDADES
Governo de MS autoriza concurso público para Fiscal de Obras
CIDADES
PM envolvido em contrabando recebeu cheque de presidente do TRE
VÍDEO - COLISÃO EM ORELHÃO
VÍDEO: Câmeras flagram momento em que motociclista colide contra orelhão e morre na Capital