Menu
ASSOMASUL MAIO 2019
domingo, 19 de maio de 2019
Busca
ÁGUAS DE BONITO

Reflorestar não resolve problema do aquecimento global

21 Jun 2011 - 09h45Por Revista Veja online

Apesar de as florestas serem importantes sumidouros de carbono, os projetos de reflorestamento só terão um impacto limitado no aquecimento global, destaca um estudo publicado este domingo na revista científica Nature Geoscience.

Vivek Arora, da Universidade de Victoria, no Canadá, e Alvaro Montenegro, da Universidade de St. Francis Xavier, também no Canadá, desenvolveram cinco modelos de reflorestamento durante 50 anos, de 2011 a 2060.

Os cientistas examinaram seus efeitos no solo, na água e no ar se a temperatura da superfície terrestre aumentasse 3º C em 2100 com relação aos níveis pré-industriais de 1850.

O resultado demonstra que mesmo se todas as terras cultivadas do mundo forem reflorestadas, isto só bastaria para reduzir o aquecimento global em 0,45º C no período 2081-2100.

Isto se explica em particular porque precisa-se de décadas para que os bosques sejam suficientemente velhos para captar o CO2 que fica estancado durante séculos na atmosfera.

Um reflorestamento de 50% das terras cultivadas só limitaria a elevação da temperatura em 0,25º C.

Evidentemente, nenhuma destas projeções é realista, uma vez que as terras cultivadas são essenciais para alimentar a população do planeta, onde em 2050 viverão 9 bilhões de pessoas.

Segundo os outros três modelos, reflorestar as regiões tropicais é três vezes mais eficaz para "evitar o aquecimento" do que fazê-lo em latitudes mais elevadas ou em regiões temperadas.

Os bosques são mais escuros do que as terras cultivadas e, portanto, absorvem mais calor. Plantar florestas em um solo coberto de neve ou de cerais de cor clara diminui o denominado "efeito albedo", que é a quantidade de luz solar refletida do solo para o espaço.

"O reflorestamento em si não é um problema, é positivo, mas nossas conclusões indicam que não é uma ferramenta para controlar a temperatura se gases de efeito estufa continuarem a ser emitidos como se faz atualmente", disse Montenegro à AFP.

"O reflorestamento não pode substituir a redução de emissões de gases de efeito estufa", concluiu o estudo.

O desmatamento, sobretudo nas selvas tropicais, é causador de 10% a 20% das emissões de gases de efeito estufa do planeta.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS - POLÍCIA
Internos do Semiaberto são flagrados com droga e bebida em ônibus que os levava para trabalhar
BRASILEIRÃO 2019
Palmeiras e Santos se enfrentam no Pacaembu de olho na liderança do Brasileirão
BONITO - MS - TUDO PRONTO
Bonito (MS) recebe corredores para o Desafio da Boiadeira neste domingo
MARACAJU - MULTA PMA
Idoso é autuado em R$ 15 mil por degradar área ambiental em MARACAJU
TRAGÉDIA NAS ESTRADAS
Em MS, Homem pula de caminhão desgovernado e morre prensado
BONITO - MS - VISITA
Em Bonito, Prefeito recebe representantes da 42ª Conferência do Rotary Club
BONITO - MS - REUNIÃO SAS
SAS inicia o ciclo mensal de reuniões da Equipe da Proteção Social Básica em Bonito (MS)
MORTE A ESCLARECER
Homem morre depois de se jogar na frente de caminhão entre Sidrolândia a Maracaju
QUEDA DE BARREIRAS
Quedas de barreiras interditam as rodovias Rio-Santos, Anchieta e Tamoios
BONITO - MS - EVENTO
Bonito Blues & Jazz Festival incrementa o turismo na baixa temporada