Menu
KAGIVA
segunda, 21 de janeiro de 2019
ITALÍNEA DOURADOS
Busca
UNIPAR_PC

Recuperação do rio Taquari inclui construção de terraços

24 Jun 2011 - 09h16Por Correio do Estado

Serviços de demarcação e construção de terraços vão minimizar os problemas de assoreamento nas regiões das microbacias do Alto Rio Taquari. Para essa ação, o governo do Estado reservou um montante de R$ 1.393.630,00 que viabilizará a construção de 8.600 hectares de terraços em propriedades rurais nos municípios de São Gabriel do Oeste; Rio Verde de Mato Grosso; Alcinópolis; Pedro Gomes, Figueirão; Coxim e Camapuã.

O terraceamento agrícola nas encostas tem a finalidade de segurar a terra e reduzir a velocidade da água, o que diminui os problemas de escoamento de resíduos e desmoronamento do solo.

Dos 8.600 hectares de terraços construídos, 2 mil hectares serão nas propriedades rurais de São Gabriel do Oeste; 1,8 mil hectares, em Rio Verde de Mato Grosso; 1,4 mil em Alcinópolis;  1 mil hectares em Pedro Gomes, e igual extensão em Figueirão e Coxim; e 400 hectares  em Camapuã.

O dinheiro investido às cidades beneficiadas com o plano ambiental foi definido com base no tamanho da área de construção dos terraço e nos custos das obras.

O intuito das intervenções é reverter o processo atual de degradação do solo e água das regiões banhadas por rios, riachos e córregos que formam as microbacias hidrográficas do Taquari. Para que a meta seja atingida 78 propriedades rurais serão assistidas e receberão além dos terraços outros dois tipos de benefícios: Recuperação e Adequação de Estradas Rurais e Isolamento (R$ 174.200,00) e Revegetação de Áreas de Preservação Permanente (R$ 1.028.000,00).

As medidas fazem parte do projeto “Recuperação e Conservação Ambiental em Microbacias Hidrográficas na Região do Alto do Taquari”, lançado nesse mês de junho em São Gabriel do Oeste pelo governador André Puccinelli. O projeto terá um investimento total de R$ 2.596.690,00 e deverá ser executado no período de 18 meses. 

Terraços

Antes da construção dos terraços serão feitos a demarcação das terras para só então serem iniciadas as obras.

Em São Gabriel do Oeste R$ 18 mil serão aplicados nos serviços de demarcação das terras e R$ 306,1 mil na construção – (total de R$ 324,1 mil); em Rio Verde de Mato Grosso serão R$ 16,22 mil nos serviços de demarcação e R$ 275,490 nos de construção – (total de R$ 291.690,00); em Alcinópolis, serão R$ 1,4 mil para demarcação e R$ 214.270,00 para construção – (total de R$ 226.870,00); Em Pedro Gomes, Figueirão e Coxim serão R$ 9 mil para demarcação e R$ R$ 153.050,00 para as obras – (valor total de R$ 172.050,00) e Camapuã terá R$ 3,66 mil para a demarcação e R$ 61.220,00 para a construção. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PREVISÃO DO TEMPO NO MS
Preparem o tereré - Semana deve ter chuvas rápidas e calorão de 38°C em MS
OUSADIA
Pabllo Vittar empina bumbum e mostra tatuagem em ponto estratégico, VEJA
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
EM CIDADE DO MS
Temporal de 30 minutos alaga ruas e família fica presa em carro em cidade do MS
ACIDENTE FATAL
Em MS, Cinco pessoas morrem em grave acidente na BR-060
JARDIM E MAIS DUAS CIDADES DO MS
Em Jardim, Uems abre amanhã processo seletivo para professor temporário em duas cidades
BONITO - MS - AÇÃO DA POLÍCIA CIVIL
Polícia Civil prende chefe de um dos restaurantes mais badalados de Bonito (MS)
EM CIDADE DO MS
Estudante de medicina morre após jogar partida de futebol em cidade do MS
BONITO - MS - MARIA DA PENHA
PM é novamente acionada por violência doméstica, essa já é a 3ª em menos de 5 dias em Bonito (MS)
VERÃO - BOMBEIROS ALERTAM
Nos primeiros dias de 2019 bombeiros já registram afogamentos em três cidades do MS