Menu
KAGIVA
quarta, 14 de novembro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Recuperação do rio Taquari inclui construção de terraços

24 Jun 2011 - 09h16Por Correio do Estado

Serviços de demarcação e construção de terraços vão minimizar os problemas de assoreamento nas regiões das microbacias do Alto Rio Taquari. Para essa ação, o governo do Estado reservou um montante de R$ 1.393.630,00 que viabilizará a construção de 8.600 hectares de terraços em propriedades rurais nos municípios de São Gabriel do Oeste; Rio Verde de Mato Grosso; Alcinópolis; Pedro Gomes, Figueirão; Coxim e Camapuã.

O terraceamento agrícola nas encostas tem a finalidade de segurar a terra e reduzir a velocidade da água, o que diminui os problemas de escoamento de resíduos e desmoronamento do solo.

Dos 8.600 hectares de terraços construídos, 2 mil hectares serão nas propriedades rurais de São Gabriel do Oeste; 1,8 mil hectares, em Rio Verde de Mato Grosso; 1,4 mil em Alcinópolis;  1 mil hectares em Pedro Gomes, e igual extensão em Figueirão e Coxim; e 400 hectares  em Camapuã.

O dinheiro investido às cidades beneficiadas com o plano ambiental foi definido com base no tamanho da área de construção dos terraço e nos custos das obras.

O intuito das intervenções é reverter o processo atual de degradação do solo e água das regiões banhadas por rios, riachos e córregos que formam as microbacias hidrográficas do Taquari. Para que a meta seja atingida 78 propriedades rurais serão assistidas e receberão além dos terraços outros dois tipos de benefícios: Recuperação e Adequação de Estradas Rurais e Isolamento (R$ 174.200,00) e Revegetação de Áreas de Preservação Permanente (R$ 1.028.000,00).

As medidas fazem parte do projeto “Recuperação e Conservação Ambiental em Microbacias Hidrográficas na Região do Alto do Taquari”, lançado nesse mês de junho em São Gabriel do Oeste pelo governador André Puccinelli. O projeto terá um investimento total de R$ 2.596.690,00 e deverá ser executado no período de 18 meses. 

Terraços

Antes da construção dos terraços serão feitos a demarcação das terras para só então serem iniciadas as obras.

Em São Gabriel do Oeste R$ 18 mil serão aplicados nos serviços de demarcação das terras e R$ 306,1 mil na construção – (total de R$ 324,1 mil); em Rio Verde de Mato Grosso serão R$ 16,22 mil nos serviços de demarcação e R$ 275,490 nos de construção – (total de R$ 291.690,00); em Alcinópolis, serão R$ 1,4 mil para demarcação e R$ 214.270,00 para construção – (total de R$ 226.870,00); Em Pedro Gomes, Figueirão e Coxim serão R$ 9 mil para demarcação e R$ R$ 153.050,00 para as obras – (valor total de R$ 172.050,00) e Camapuã terá R$ 3,66 mil para a demarcação e R$ 61.220,00 para a construção. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - TRABALHO LEGISLATIVO
Confira o trabalho do seu vereador durante sessão ordinária da Câmara de Bonito (MS)
BONITO - MS - DURANTE SESSÃO
Na Tribuna, Vereador pede novos cursos para a UFMS de Bonito (MS)
FATALIDADE - QUE DÓ!!!
Cavalo morre eletrocutado ao passar por rua em obras
CAMPO GRANDE - CASO DE POLÍCIA
Consideradas desaparecidas, adolescentes são encontradas trancadas em quarto em bairro na Capital
MEIO AMBIENTE
Segue para 2° votação projeto que proíbe pesca do dourado em MS
ESPORTES
Natação de MS garante ouro e mais três medalhas no primeiro dia dos JEJ
CIDADES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo Azambuja defende fronteira e reajuste da tabela
EDUCAÇÃO
Inscrição do concurso para administrativos da Educação encerra na sexta-feira
BONITO - MS
Bonito e outros 50 municípios de Mato Grosso do Sul estão sob alerta de tempestade
BONITO - MS
Encontro nacional de adoção começa nesta quinta em Bonito