Menu
mutantes
sexta, 22 de maro de 2019
ASSOMASUL MARÇO
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Receita garante segurança na transmissão do IR pela Internet

2 Abr 2011 - 16h16Por Agência Brasil

Com o fim das declarações de papel, a Receita Federal avalia que haverá mais segurança para os contribuintes na hora de enviar as informações e menos erro. Segundo o supervisor nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir, o índice de segurança na operação entre o computador do contribuinte e os computadores da Receita chega a 100%.

“A declaração, que chega à Receita pela internet, é 100% segura, pois ninguém tem acesso. Não é manipulada”, afirmou. Ele destaca que as declarações de papel, que não serão mais aceitas a partir deste ano, terminavam facilitando o acesso aos dados dos contribuintes por outras pessoas. O risco começava na entrega e ia até o processamento na própria Receita Federal, quando funcionários precisavam transcrever a declaração para os programas de computador do órgão.

Adir lembra também que a transcrição aumentava o risco de erros. “O risco começava na entrega e ia até a manipulação da declaração para transcrever. Mas essa forma [internet] não tem interferência nenhuma e é muito mais segura”, disse Adir.

O prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoas Física termina no dia 29 de abril. O programa gerador da declaração do imposto está disponível na internet no site da Receita Federal e pode ser instalado em praticamente todos os computadores. Depois de preenchida, a declaração deve ser enviada à Receita por meio de outro aplicativo, conhecido como Receitanet, disponível no site.

Os dados enviados do computador do contribuinte seguem criptografados aos computadores da Receita, onde são armazenados para o processamento, que deve ser iniciado em maio.

No processamento, diversas informações de outras fontes, como administradoras de cartão de crédito, prestadoras de serviços médicos ou de saúde ou da empresa onde o contribuinte é empregado, por exemplo, são cruzadas para verificar se houve sonegação, se os dados estão corretos ou se houve omissão. Se não houver problema, a declaração é liberada. Do contrário, fica retida na malha fina.

As liberadas obedecem à forma como foram apresentadas. As que vão pela internet têm prioridade. Na sequência, vêm os disquetes entregues à Caixa Econômica Federal ou ao Banco do Brasil. Os idosos continuam recebendo prioritariamente as restituições, conforme determina o Estatuto do Idoso, obedecendo, entre eles, também à ordem de como fizeram a entrega da declaração.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO E JARDIM - MS
Governo estabelece regras para aprovação de projetos no Rio da Prata em Jardim e Formoso Bonito (MS)
GERAL
PM do Estado por meio do BOPE lançará edital para 2° Curso de Especialização em Negociação Policial
POLÍCIA
Para mulher reatar, homem envia foto com facão e filha de 2 anos no colo em MS
POLÍTICA
Tribunal vai julgar habeas corpus de Temer na próxima quarta-feira
CULTURA
Fundação de Cultura inaugura ‘Espaço Jorapimo’ com obras inspiradas em Lídia Baís
JUSTIÇA
Plenário do STF mantém exigências para porte de arma por juízes
MEIO AMBIENTE
“Objetivo é proteger mananciais”, diz Reinaldo sobre Rio da Prata e Formoso
NIOAQUE - MS
Lançado em 2015, Nioaque tem seu Vale dos Dinossauros ainda quase intocável
POLÍCIA
Operação prende mãe e filho que comandavam tráfico de drogas em Jardim
ENTRETENIMENTO
Daniela Albuquerque releva ter comido “galinha de encruzilhada” em Dourados