Menu
KAGIVA
sŠbado, 20 de outubro de 2018
ITAL√ćNEA DOURADOS
Busca

Receita desarticula quadrilha acusada de fraudar imposto de renda

22 Mar 2011 - 13h00Por Agência Brasil

A Receita Federal e a Polícia Federal deflagraram hoje (22) a Operação Hiena com o objetivo de desarticular uma quadrilha acusada de fraudar declarações do Imposto de Renda de Pessoa Física.

Segundo a Receita, o intuito da quadrilha era receber restituições indevidas do imposto de renda. As investigações já duravam mais de um ano e identificaram indícios da prática de vários crimes como a falsificação de documentos públicos, falsidade ideológica, formação de quadrilha, sonegação fiscal e crime contra a ordem tributária.

Os valores restituídos indevidamente eram sacados por integrantes da quadrilha que usavam documentos e procurações falsas.

A operação contou com a participação de 15 servidores da Receita Federal e 120 policiais federais que cumpriram 34 mandados de busca e apreensão e cinco mandados de prisão no Piauí

Deixe seu Coment√°rio

Leia Também

IBOPE NO MS - PESQUISA
IBOPE em Mato Grosso do Sul, votos v√°lidos: Azambuja, 53%; Odilon, 47%
BONITO - MS - A√á√ēES MEIO AMBIENTE
SEMA distribui frutas produzidas no Viveiro de Mudas Nativas de Bonito (MS)
BONITO - MS - REFORMA
Prefeitura reforma instala√ß√Ķes do Programa Bolsa Fam√≠lia que atende 650 benefici√°rios em Bonito (MS)
ELEI√á√ēES 2018 - F√ĀBRICA DE FAKE NEWS
Polícia e Justiça 'explodem' fábrica de fake news de coordenador de Odilon
TRAG√ČDIA NAS ESTRADAS DO MS
Empres√°rio e filho de 1 ano que morreram em acidente, retornavam de Bonito (MS)
BONITO - MS - ESPORTE -
Bonito (MS) recebe estadual de beach tennis neste fim de semana
TIRO ACIDENTAL
Pai foge após matar filho de 10 anos com tiro acidental no ouvido em cidade do MS
BONITO - JARDIM - BODOQUENA E BELA VISTA
BONITO e mais 3 cidades recebem auxilio da Agesul na recuperação de estradas devido as chuvas
PESQUISA NO MS
Em nova pesquisa, Reinaldo tem 54.21% e Juiz Odilon 45.79%, VEJA N√öMEROS
DATAFOLHA - PRESIDENTE
Datafolha para presidente, votos v√°lidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%