Menu
BANNER ANNA
quinta, 17 de outubro de 2019
BONITO CÂMARA OUTUBRO 2019
Busca
agencia

Proposta proíbe contratação de cabos eleitorais

12 Mar 2011 - 15h31Por Bonito Informa - Agência Câmara

 Tramita na Câmara dos Deputados, em Brasília, o Projeto de Lei 8040/10, do ex-deputado Arnaldo Madeira, que proíbe a contratação de cabos eleitorais. Segundo o texto, cabo eleitoral é quem obtém, capta ou influencia votos mediante remuneração ou vantagem. A proposta altera a Lei 9.504/97, que estabelece normas para as eleições. Segundo o autor do projeto, as eleições viraram um negócio, e o voto um produto a ser comercializado. Para gerenciar esse negócio, afirma Madeira, nasceu a figura do cabo eleitoral, que recebe de acordo com o número de votos angariados. “Por isso, ser cabo eleitoral no Brasil virou profissão sazonal”, critica.

Para Madeira, o fim da "mercantilização do voto" assegurará a vivência de uma democracia plena. “O sistema vigente repudia a compra do voto, mas permite a sua influência pelo cabo eleitoral”, aponta.

Madeira fez uma ressalva com relação aos cabos eleitorais não remunerados, que, segundo ele, “influenciam não pelo poder da moeda, mas pelo poder da palavra” e devem continuar a existir.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - CONGRESSO
Bonito (MS) recebe o VIII Congresso Brasileiro de Enfermagem Pediátrica
SORTUDO
Aposta única acerta as 6 dezenas e fatura R$ 34 milhões na Mega-Sena
Meteorologia
Quinta-feira promete ser quente e temperatura pode chegar aos 35°C, em Bonito (MS)
EM CIDADE DO MS
Em MS, Idoso de 80 anos morre carbonizado em incêndio de barraco
NÃO RESISTIU
Ciclista morre no HV após ser atropelado por ônibus em Maracaju
TRÁFICO DE DROGAS
Estudante de medicina é preso com caminhonete recheada de droga
LESÃO CORPORAL
Idoso invade casa para agredir vizinha e é expulso com cabo de rodo
BONITO - MS - TURISMO
Bonito (MS) mantém fluxo e supera 2016 em passeios visitados
Acidente
Motorista perde controle de direção, capota carro e morre em MS
VENTOS FORTES
Vendaval derruba torre de 90 metros e moradores ficam sem sinal de TV