Menu
KAGIVA
quarta, 24 de outubro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Projeto quer o fim de doces e refrigerantes em cantinas das escolas da Capital

19 Ago 2011 - 08h02Por Midiamax - Evelin Araújo
Doces, balas, refrigerantes e frituras podem ceder de vez o lugar para frutas e sucos nas cantinas escolares de Campo Grande. Essa é a proposta de um projeto de lei que prevê normatização para a merenda alunos das escolas públicas e privadas da cidade.
 
“Nós precisamos assegurar a saúde das crianças da cidade. O município tem oferecido uma merenda escolar balanceada e aí as cantinas vendem doces e refrigerantes, atrapalhando o trabalho de conscientização de alimentação saudável”, diz o vereador autor do projeto.
 
Uma escola particular da cidade já realiza um projeto de conscientização da alimentação infantil, desenvolvido pelas professoras Luciene Costa e Luciana Cordeiro e com acompanhamento da nutricionista especializada em nutrição e pediatria na escola e na adolescência Daniela Wanderley de Mendonça. Juntas, as duas promovem o lanche saudável, quando uma vez por semana a turma inteira combina um recreio com um alimento saudável.
 
“Eu acho desagradável a venda desses alimentos, uma vez que a gente prima pela alimentação saudável. Aqui são vendidos muitos doces e refrigerantes, acaba entrando em conflito com o que a gente ensina em sala de aula”, observa a professora Luciana Cordeiro.
 
Maria Eduarda Youssef dos Santos, de 10 anos, aluna do quinto ano, afirma odiar doces. “Não como bombons, não tomo refrigerante. Eu simplesmente não gosto”. E a professora confirma a aversão da menina. “Um dia ela ganhou uma caixa de bombom por se sair bem no ditado, ela recusou. Eu tive que trocar por um marcador de livros”, lembra a professora.
 
A avó de Maria Eduarda e diretora da escola, Reni Domingues dos Santos, diz que é da menina o gosto pelas frutas. “Ela me cobra para comprar frutas e não outra coisa. A família até me culpa e diz que ela me imita, mas ainda bem que é por um hábito saudável”, brinca. 
 
Daniela Dantas, de 10 anos, mescla o saudável e o artificial, como prova da mudança gradual de hábitos. “Eu trago iogurte, refrigerante, pão, dependendo do dia”. 
Bruna Ramires Volpato, de 12 anos e aluna do sétimo ano estava no recreio conversando com duas amigas que tomavam refrigerantes e ela, suco. “Eu tomo refrigerante também, mas aqui na escola geralmente tomo suco, as vezes acompanhado com um lanche”, diz.
 
Para o vice-diretor da escola, Wilson Buzinaro, o importante é educar para que a criança faça a opção. “Se a gente orienta, a criança vai criando novos hábitos, principalmente as mais novas. Em casa, ela passa esse aprendizado aos pais, ela aprende a escolher o que é bom pra ela”, esclarece.
 
“Importantíssimo”
 
A nutricionista que orienta as crianças da escola, Daniela Mendonça, diz que o projeto de lei 6855/2010, de autoria do vereador Cristóvão Silveira (PSDB), é importantíssimo e que o papel da escola é educar e isso inclui ensinar a criança a se alimentar de forma saudável.
 
“Em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro o projeto já existe e é maravilhoso. Aqui na escola não são vendidos salgados fritos, mas não basta. A gente orienta para a criança se alimentar de maneira saudável, mas se a cantina não dá o exemplo, atrapalha o nosso trabalho”, diz a nutricionista. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÃO DA PMA - RIO MIRANDA
No Rio Miranda, PMA autua pescador por pesca ilegal, apreende pescado e um pescador foge
BONITO - MS - EM ALERTA
Em Bonito e todo o MS, Defesa Civil emite alerta para mais riscos de tempestades
NOVA PESQUISA - GOVERNO DO MS
Azambuja mantém liderança no 2º turno em nova pesquisa divulga hoje terça 23 de outubro
POLÍTICA - DEPOIMENTO
VÍDEO: seção judiciária chefiada por Odilon foi investigada por venda de armas apreendidas
BONITO - MS
Campanha reúne fundos para conserto da Van da Pestalozzi em Bonito
A FAZENDA 10 - CLIMA QUENTE
A Fazenda 10: Nadja e Gabi trocam farpas, modelo se revolta quebra prato e confusão toma conta
RETA FINAL - NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Karola pode morrer no final de Segundo Sol; saiba mais
BONITO - MS - BEACH TENNIS
Bonitenses fazem bonito e campeões são definidos na 4ª etapa do estadual de Beach Tennis
TELEFONIA
STF julga inconstitucional lei de MS que proíbe tempo para uso de crédito de celular
POLÍTICA
Deputados analisam veto sobre recorrer de multa pela internet