Menu
KAGIVA
segunda, 20 de agosto de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca

Programas de geração de emprego terão R$ 7,7 bilhões em 2011

2 Mar 2011 - 09h53Por MaxPress

O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) aprovou R$ 3,5 bilhões em recursos para aplicação em linhas de financiamento para programas de geração de emprego e renda em 2011. Somando esse valor as reaplicações dos financiamentos antigos serão R$ 7,7 bilhões que estarão disponibilizados nos vários programas do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) este ano. 

Em 2011, R$ 13,4 bilhões do orçamento do FAT estão destinados a políticas desenvolvidas pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O restante vai financiar o pagamento de benefícios, a qualificação profissional de trabalhadores e a geração de emprego e renda. O financiamento será por meio dos programas voltados principalmente aos setores estratégicos como transporte coletivo de massa, infra-estrutura turística e obras de infra-estrutura voltadas para a melhoria da competitividade do País e projetos de inovação tecnológica por meio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). 

Pela programação aprovada para 2011 a inovação tecnológica vai receber R$ 220 milhões. Porém o foco dos investimentos serão os micro e pequenos empreendedores, sendo destinados R$ 2,6 bilhões a programas como Proger Urbano, FAT Fomentar e FAT Infraestrutura, responsáveis pelo incremento de pequenos negócios que são grandes geradores de empregos. 

Os recursos fomentam a geração de postos de trabalho e a modernização de micros e pequenos negócios em setores produtivos, como comércio e turismo. O destaque ficou pela manutenção das linhas de crédito, FAT Taxista (R$ 100 milhões) e FAT Moto-Frete (R$ 100 milhões). Em 2010 o FAT aplicou R$ 3,2 bilhões no financiamento ao setor produtivo por meio dos depósitos especiais. 

Janeiro teve aumento de 84,43% 

O FAT registrou resultado econômico de R$ 7,266 bilhões em janeiro de 2011, aumento de 84,43% em relação ao mesmo período do ano anterior. Em janeiro de 2010, o resultado econômico do FAT atingiu a marca de R$ 3,940 bilhões. 

A receita total do FAT no último mês cresceu 71,84% em relação a janeiro de 2010, alcançando um montante de R$ 9,287 bilhões ante R$ R$ 5,416 bilhões no ano anterior. O balanço do FAT mostra que a maior parte da receita está relaciona a contribuição PIS/Pasep, que alcançou R$ 6,055 bilhões (+140,83%) no período. As outras receitas, por sua vez, repassaram R$ 3,232 bilhões ao FAT, um aumento de 11,38%. 

As despesas do FAT apresentaram crescimento de 36,88%, passando de R$ 1,476 bilhões em janeiro de 2010 para R$ 2,020 bilhões no mesmo mês deste ano. A maior fatia das despesas segue para o pagamento de Seguro Desemprego, com dispêndio de R$ 1,870 bilhões (+26,76%) no referido período; já as despesas com o abono salarial demandaram R$ 150 bilhões. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PROPAGANDA ANTECIPADA
Juiz rejeita recurso e mantém multa de R$ 31,5 mil a Odilon por uso de outdoors
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Em 4 anos, Governo Reinaldo entrega mais pontes de concreto do que em toda história do Estado do MS
BONITO - MS
Jogos Escolares 2018 terão início nesta segunda-feira, dia 20 em Bonito
EM MIRANDA - MS - CASO DE POLÍCIA
Donos de casa noturna são presos por estupro coletivo de adolescente em Miranda
STOCK CAR
Vítima atropelada na Stock Car Light permanece no CTI
TJMS
Tribunal de Justiça triplica valor do "auxílio saúde" para juízes e desembargadores
ECONOMIA
Tesouro pagou em julho R$ 602,43 milhões em dívidas de estados
EDUCAÇÃO
Começam hoje inscrições para bolsas remanescentes do ProUni
JUSTIÇA
Ministras do STF conclamam mulheres a buscar igualdade pelo voto
ESTUDANTE DE MEDICINA NO PARAGUAI
Estudante de medicina foi morta com mais de 16 facadas na fronteira; namorado é principal suspeito