Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quarta, 15 de agosto de 2018
KAGIVA
Busca

Programa de Aquisição de Alimentos já beneficia 150 mil pessoas no Estado

21 Set 2011 - 16h00Por Correio do Estado

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) já chegou a 14 municípios de Mato Grosso do Sul até o mês de setembro.  Os números foram divulgados pela Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB/MS) semana passada durante reunião do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (CEDRS/MS).

Segundo informou a representante da CONAB/MS, Vanessa Barteli Reis, a previsão de aquisições do PAA em Mato Grosso do Sul é de R$ 10 milhões. Atualmente, 15 entidades já participam do Programa distribuídas nos municípios de Rio Brilhante, Itaquiraí, Itaporã, Dourados, Terenos, Caracol, Bela Vista, Campo Grande, Amambai, Jardim, Ponta Porã, Guia Lopes, Jateí, Ivinhema. Os projetos envolvem cultivo de frutas, hortícolas, semente de feijão, mandioca e a produção de mel de abelha, doce de leite, tilápia, bagre africano, doces e polpas.

O secretário-executivo do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável de Mato Grosso do Sul (CEDRS/MS), órgão vinculado a Secretaria de Desenvolvimento Agrário, Produção, Indústria, Comércio e Turismo do Estado (Seprotur), Carlos Gonçalves, explica os fundamentos do PAA.

"O Programa de Aquisição de Alimentos é um mecanismo de fortalecimento da comercialização da agricultura familiar, que permite ao Governo Federal comprar produtos alimentícios dos agricultores familiares - a sejam eles tradicionais, assentados,indígenas ou ainda quilombolas - para formação de estoques estratégicos ou doação às as entidades com atuação reconhecida junto às populações em situação de insegurança alimentar e nutricional", esclarece ele.

Modalidade de atuação do PPA

São três as modalidades do PAA: 1 - Na Compra Direta da Agricultura Familiar (CDAF) a aquisição de produtos alimentícios a preços de referência é realizada em pólos de compra instalados pela CONAB próximos aos locais de produção, quando o preço de mercado for inferior ao preço de referência. Atualmente, o governo pode adquirir arroz, farinha de mandioca, feijão, milho, sorgo, trigo, leite em pó. Referência de preços – Programa de Garantia de Preços para Agricultura Familiar (PGPAF). A CONAB paga pela sacaria e o produto. Para comercializar seus produtos o agricultor deve apresentar a DAP e o CPF. A classificação dos produtos é feita pelo Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro); 2 - Na Compra da Agricultura Familiar com Doação Simultânea (CPR Doação) a cooperativa ou associação de agricultores familiares vende sua produção para o governo, via CONAB, e entrega o alimento diretamente em organizações de assistência social, governamentais ou não, responsáveis pelo atendimento a populações em situação de insegurança alimentar e nutricional. Os recursos financeiros são liberados em conta específica aberta em nome da associação no Banco do Brasil (há convênio com o banco para esta modalidade). O projeto CPR Doação necessita da aprovação de algum Conselho Municipal. O Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS) pode analisar e aprovar o projeto (através de parecer) e assiná-lo; 3 - Na Formação de Estoque pela Agricultura Familiar (CPR Estoque) possibilita às organizações (cooperativas e associações) da agricultura familiar, por meio de projetos a CONAB, obter recursos (capital de giro) para a aquisição de produtos da safra vigente, próprios para o consumo humano, com o objetivo de formar estoques, tanto do produto 'in-natura' como do produto processado/beneficiado/industrializado, e assim criar condições para melhor comercializá-los de acordo com os movimentos do mercado. Os juros são de 3% ao ano.

Há ainda incentivo aos produtos agroecológicos ou orgânicos com aumento de até 30% no preço quando da aquisição (os produtos deverão ser atestados de acordo com a legislação vigente).

SERVIÇO

Os interessados poderão obter maiores informações pelos telefones 67 3318-5025 (Seprotur), 67 3318-5275 (Agraer) ou 67 3384-4438 (Conab/MS).

Deixe seu Comentário

Leia Também

SIDROLÂNDIA E MARACAJU
Com tecnologia de R$ 70 mil, produtor usa lavoura para apoiar Bolsonaro em Mato Grosso do Sul
BONITO - MS - MAIS ASFALTO EM RUAS
Asfalto está chegando na Rua das Esmeraldas, ela não estava incluída no projeto original em Bonito
MIRANDA - MS - INVESTIMENTOS DO GOVERNO DO MS
Governo do MS investe R$ 1,9 milhão na recuperação de ruas que estavam abandonadas em Miranda (MS)
BONITO - MS - LEVANTAMENTO DO FESTIVAL DE INV
BONITO (MS): Em levantamento, 84% do público que passou pelo Festival de Inverno eram do MS
CIDADES
Curso para Disseminadores da Educação Fiscal está com inscrições abertas
CIÊNCIA E TECNOLOGIA NO ESTADO
Divulgado resultado final de Programa que concede recursos para eventos técnico-científicos em MS
BONITO - MS - ATENÇÃO A TODOS
Decreto proíbe entulho de construção em ruas e calçadas em Bonito (MS)
FATALIDADE
Pecuarista de 78 anos morre pisoteado por boi em curral
REFLEXOS INDESEJADOS
Quase metade dos presos de MS são ligados ao tráfico
50%
Caixa oferta 158 imóveis com descontos para venda no Estado