Menu
BONITO_PREFEITURA_FEVEREIRO_2019
sbado, 16 de fevereiro de 2019
mutantes
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Professor acusado de pedofilia ameaça ex-mulher e advogado pede prisão preventiva

17 Mar 2011 - 11h40Por Midiamax

O advogado criminalista Isaac Duarte de Barros Junior solicitou no final da tarde desta quarta-feira à delegada Francieli Candoti, que requeira ao judiciário a prisão preventiva do professor de geografia A. L. O., acusado pela ex-esposa A. C. C. M. de crime de pedofilia.

Isaac esteve na DEAM (Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher) acompanhado pela médica-veterinária A. C. C. M., que prestou depoimento e declarou que está recebendo ameaças de morte de seu ex-marido. A mulher disse à delegada que o professor também disse que iria sequestrar suas duas filhas.

Além das ameaças de morte e de sequestro, o advogado disse que o professor faz diversas ligações não identificadas para o celular de seu cliente fazendo ameaças de todos os tipos.

Isaac de Barros afirmou que o acusado também teria dito que “faria uma desgraça e que depois iria embora para o interior de São Paulo onde mora seus familiares”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS - COLISÃO MATOU OS DOIS
Em Dourados, VÍDEO mostra colisão frontal entre motos que matou dois, assista
BONITO - MS - NOVO HORÁRIO
Com o fim do horário de verão Balneário tem novo horário de funcionamento em Bonito (MS)
BONITO - MS - REIVINDICAÇÃO
Meio Ambiente pede mais 10 policiais e 3 viaturas para PMA em Bonito (MS)
MARACAJU - SEGURANÇA
Em Maracaju, Operação Petra cumpre 18 mandados de busca e apreensão e prende três pessoas
AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Na fronteira, Reinaldo entrega R$ 1,4 milhão em equipamentos agrícolas
POLÍCIA
Homem é preso em MS por estuprar crianças, filmar e divulgar vídeos
EMPREENDEDORISMO
Seleção oferecerá consultoria gratuita para 200 mulheres em MS
MEIO AMBIENTE
Em 15 dias, polícia ambiental capturou 8 cobras em residências de MS
POLÍCIA
Militares rodoviários são presos pelo Bope com dinheiro de propina em MS
GERAL
Campanha de fiscalização vai vistoriar quase dois mil veículos do sistema intermunicipal