Menu
ASSOMASUL MAIO 2019
sexta, 24 de maio de 2019
Busca
ÁGUAS DE BONITO

Produtores de MS seguram soja e armazéns estão lotados

26 Abr 2011 - 15h00Por Diário MS

Os armazéns ainda estão abarrotados com soja em Mato Grosso do Sul. Um dos motivos é a queda de preço do produto no mercado, que caiu em média 16% no último mês. À espera que o cenário fique mais favorável à venda, os produtores estão optando por estocar o produto.

Na Copacentro (Cooperativa Agropecuária do Centro-Oeste) 97 produtores armazenaram, pelo menos, 25 mil toneladas de soja e até agora somente 5 mil toneladas foram negociadas. “Continua muito pouca a comercialização, os produtores estão esperando melhora de preço para liquidar e principalmente na expectativa de uma reação do dólar”, disse o gerente geral da cooperativa, Antônio Takahito Nishimura.

A moeda americana está cotada a R$ 1,57, o que representa uma queda no câmbio que não favorece a exportação. A saca que chegou que ser vendida à R$ 45 pelos produtores, hoje está cotada a R$ 38 e o mercado permanece indefinido. “O produtor poderia ter vendido melhor, mas tem lucratividade no preço de hoje. Quem precisar vender, não está perdendo, só deixou de ganhar. A orientação para quem não precisa vender agora é esperar. Não tem como garantir que sobe o preço, mas tem muita coisa para acontecer ainda”, acredita o economista Leonardo Mussury,

Um dos fatores que devem influenciar no preço da saca no futuro é o plantio da safra de soja nos Estados Unidos. Como os norte-americanos nem devem expandir a área plantada como um todo, eles tem que escolher os produtos que vão plantar em detrimento a outros. Se escolherem menos soja, o ambiente se torna mais favorável à soja brasileira.

Mas, o posicionamento oficial dos estadunidenses deve ser definido entre o final de maio e começo de junho, quando a safra da soja estará nas lavouras. O economista explica que mesmo que haja uma diminuição da área plantada nos Estados Unidos ou perda de produto dos norte-americanos com os adventos climáticos, como a La Ninã, se houver uma nova queda do dólar, o cambio vai manter os preços da saca da soja brasileira em baixa.


A soja que ainda está nos armazéns não deve prejudicar a estocagem do milho, produto da próxima safra, já que com o atraso no plantio do grão, a colheita também será mais tarde e até lá, já pode ter havido uma diminuição no volume de soja presente nos armazéns.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bonito
12 produtores vão arcar com reparação de áreas para resolver turbidez de rio de Jardim e Bonito (MS)
CRISE NO BRASIL
Governo de MS só tem garantia de pagar salário em dia até junho
OPORTUNIDADE NO MS
Em MS, Prefeitura abre inscrições para contratação de auxiliares de enfermagem
BONITO - MS - OBRAS
Obras constrói novas sarjetas para escoamento de água das chuvas em Bonito (MS)
CONTRA A LAVA JATO
De MS, Beto, Bia e Vander votaram para tirar Coaf de Sérgio Moro
BONITO - MS - MAIS UM EMPOSSADO
Prefeito dá posse a motorista aprovado no concurso público em Bonito (MS)
BONITO - MS - VETO REJEITADO
Prefeito de Bonito tem a primeira derrota no legislativo em Bonito (MS)
E QUE CORAGEM
Jovem é preso com 130 pedras de crack na 'bunda', veja os detalhes
ASSASSINATO
Jovem é assassinado a tiros minutos antes de seu aniversário
OPORTUNIDADE
MS tem oito concursos abertos e salários de R$ 8,8 mil