Menu
KAGIVA
tera, 11 de dezembro de 2018
ITALÍNEA DOURADOS
Busca
UNIPAR_PC

Presidente eleito do Peru diz que Brasil é exemplo de crescimento com inclusão social

10 Jun 2011 - 11h14Por Agência Brasil

Depois de se reunir ontem (9) com a presidenta Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto, o presidente eleito presidente do Peru, Ollanta Humala, disse que o modelo econômico e social desenvolvido no Brasil deve ser tomado como exemplo por seu governo. No dia 28 de julho, ele toma posse e Dilma afirmou que estará presente. Para Humala, o crescimento econômico deve ocorrer paralelamente às ações de inclusão social.

 “Um país não pode se considerar rico quando há tanta pobreza”, afirmou Humala. “O Brasil é o primeiro país que estou visitando. É um sócio estratégico e importante para nós, inclusive para o fortalecimento [da segurança] das fronteiras”, acrescentou. “O Brasil é um modelo exitoso de estabilidade macroeconômica com inclusão social.”  

O porta-voz da Presidência da República do Brasil, Rodrigo Baena, disse que os presidentes conversaram sobre os programas de transferência de renda em execução no país – o Brasil sem Miséria, o Bolsa Família e o Programa Universidade para Todos (ProUni).

No Peru, dos cerca de 29 milhões de habitantes pelo menos 30% estão na faixa de pobreza, sendo que 10% são considerados na extrema pobreza. Nem mesmo o crescimento anual de 8% conseguiu reduzir a pobreza no Peru. Para os especialistas, o principal desafio de Humala é diminuir a pobreza e melhorar a qualidade de vida da população.

O presidente eleito afirmou, porém, que acrescenta aos seus desafios o enfrentamento ao narcotráfico. Assunto que, segundo ele, também é preocupação da presidenta Dilma Rousseff. O Peru é o segundo maior produtor do mundo de cocaína depois da Colômbia. Há estimativas indicando que o narcotráfico representa de 2,5% a 6% do Produto Interno Bruto (PIB). O Brasil e o Peru mantêm um acordo de cooperação na tentativa de conter a ação de traficantes.  

“Temos de fortalecer as relações com os Estados Unidos por causa da nossa luta contra o narcotráfico. O combate ao narcotráfico envolve uma cooperação com todos os países”, afirmou  Humala, que seguiu de Brasília para São Paulo. Ele informou que vai se reunir hoje (10) com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Governador Reinaldo Azambuja conclui MS-178 e entrega casas para 64 famílias em Bonito (MS)
ITAPORÃ - TRAGÉDIA EM FAMÍLIA
CRIME EM ITAPORÃ: Neto matou avó com duas facadas nas costas
BONITO - MS - CASO JOÃO DE DEUS
Bonito (MS) recebeu 'João de Deus' em 2008 e promotoria se coloca a disposição para denúncias
ITAPORÃ - CRIME EM FAMÍLIA
Menor mata a própria avó a facadas em Itaporã
CIDADES
Servidores do MPMS poderão trabalhar de casa a partir do próximo ano
TRANSPORTES
Definida empresa que irá elaborar Plano Diretor de Passageiros de MS
ATENÇÃO A TODOS
Jovem lutadora russa morre eletrocutada após queda de iPhone no banho
CIÊNCIA E TECNOLOGIA
Atenção contribuinte: Sistema autorizador da NF-e valida novos códigos a partir de 2019
EDUCAÇÃO
Universidade abre 1.481 vagas para portadores de diploma
CIDADES
Operação que tem Aécio como alvo cumpre mandados em MS