Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quarta, 12 de dezembro de 2018
KAGIVA
Busca
UNIPAR_PC

Presidente Dilma visita hoje o Paraguai em busca de oportunidades de negócios

28 Jun 2011 - 07h37Por Bonito Informa c/informações do site Estadão.com

A presidente Dilma Rousseff desembarca hoje em Assunção, a fim de começar a mudar a relação com o Paraguai. A meta, depois de dobrar o valor pago pela energia de Itaipu Binacional e de acertar o início das obras da linha de transmissão da hidrelétrica até a capital paraguaia, é começar a explorar as perspectivas e investimentos e negócios como país vizinho. Os acordos que vão ser assinados são parcerias que miram a melhora da infraestrutura do Paraguai.

A visita da presidente já foi adiada duas vezes. A primeira, proposta para março, não chegou a ser marcada porque o Congresso brasileiro não havia aprovado o acordo que dobrava o preço da energia de Itaipu e a visita se transformaria, mais uma vez, em um encontro cheio de cobranças. A segunda data era no início de maio, mas foi cancelada por recomendações médicas, já que Dilma ainda se recuperava de uma pneumonia.

Agora, a presidente vai aproveitar a Cúpula do Mercosul para uma reunião bilateral com o presidente paraguaio, Fernando Lugo. A intenção é acertar para breve missões empresariais ao Paraguai. Com a construção da linha de energia e o país crescendo acima de 10%, como no ano passado, o interesse brasileiro pelas oportunidades de negócios foi aguçado. Agricultura, obras de infraestrutura e fábricas de diversas áreas podem render negócios para os empresários brasileiros.

"Entre adultos". A avaliação do governo é que o Paraguai precisa de investimentos e o Brasil pode ter retorno com as oportunidades no país vizinho. Ao mesmo tempo, com a retirada do problema Itaipu do caminho, a conversa agora passa a ser, dizem os diplomatas, "entre adultos".

Os seis acordos que deverão ser assinados por Dilma e Lugo ainda têm o Brasil como referência de país rico e doador, mas são parcerias que apontam para um novo horizonte. O principal deles prevê um ajuste em um acordo já existente de segurança nas fronteiras. Nesse caso, o Brasil dará apoio para a criação de um laboratório de criminalística no Paraguai, além de ajudar a desenvolver um sistema de inteligência policial.

Também está previsto que o Brasil ajude os vizinhos a desenvolver a TV digital no país, já que os paraguaios adotaram o sistema nipo-brasileiro. Além disso, estão na pauta acordos de capacitação de governos locais, de cooperação técnica em agricultura e na área judiciária.

Mercosul. Apesar dos ainda constantes problemas entre os países membros, a Cúpula do Mercosul, que será realizada nesta quarta-feira, não promete grandes decisões. De acordo com o Itamaraty, o momento é de uma "reflexão sobre o futuro", já que em 2010 foram finalmente fechados os últimos acordos de integração aduaneira e de cidadania.

Um dos pontos que deverá ser debatido é a possível ampliação do grupo. A participação efetiva da Venezuela ainda precisa ser votada pelo Congresso paraguaio, que até agora não ratificou a decisão como retaliação ao Brasil pela não aprovação do acordo relativo a Itaipu pelo Congresso.

?

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Governador Reinaldo Azambuja conclui MS-178 e entrega casas para 64 famílias em Bonito (MS)
ITAPORÃ - TRAGÉDIA EM FAMÍLIA
CRIME EM ITAPORÃ: Neto matou avó com duas facadas nas costas
BONITO - MS - CASO JOÃO DE DEUS
Bonito (MS) recebeu 'João de Deus' em 2008 e promotoria se coloca a disposição para denúncias
ITAPORÃ - CRIME EM FAMÍLIA
Menor mata a própria avó a facadas em Itaporã
CIDADES
Servidores do MPMS poderão trabalhar de casa a partir do próximo ano
TRANSPORTES
Definida empresa que irá elaborar Plano Diretor de Passageiros de MS
ATENÇÃO A TODOS
Jovem lutadora russa morre eletrocutada após queda de iPhone no banho
CIÊNCIA E TECNOLOGIA
Atenção contribuinte: Sistema autorizador da NF-e valida novos códigos a partir de 2019
EDUCAÇÃO
Universidade abre 1.481 vagas para portadores de diploma
CIDADES
Operação que tem Aécio como alvo cumpre mandados em MS