Menu
ASSOMASUL MARÇO
segunda, 22 de abril de 2019
mutantes
Busca
ITALÍNEA DOURADOS

Prefeito de São Paulo sai do DEM e oficializa criação de outro partido

21 Mar 2011 - 16h18Por Agência Brasil

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, oficializou, no início da tarde de hoje (21), sua saída do DEM e a criação do Partido Social Democrático (PSD).  Na cerimônia, realizada na Assembleia Legislativa de São Paulo, deputados federais, estaduais e prefeitos assinaram documento manifestando seu apoio e a intenção de migrar para o novo partido. Entre eles, estão o vice-governador Afif Domingos, que também formalizou sua saída do DEM, o ex-governador Cláudio Lembo, o prefeito de Itu, Herculano Passos, os deputados federais Joji Hato, Guilherme Campos, Walter Ihoshi,  Zulaiê Cobra, Eleuses Paiva e Marcelo Aguiar e a deputada estadual Rita Passos.

Kassab disse que, antes de oficializar o desligamento, telefonou ao presidente do DEM, senador Agripino Maia (RN), desejando sorte a ele e aos líderes do partido. "Desejo muita sorte aos seus dirigentes e que o DEM possa encontrar seu espaço com a nova direção."  O prefeito desejou também sorte aos  aos que, a partir de hoje, se filiam ao PSD.

Segundo Kassab, o PSD contribuirá para a democracia e conviverá com os demais partidos, constituindo-se num instrumento democrático para aqueles que não se sentem confortáveis no partido em que estão. “A democracia assegura o direito de mudança. Aqueles que estão no DEM e em outros partidos têm o direito de se filiar ao PSD, que nasce independente.” Kassab afirmou que o ideal do PSD é voltado à correção das desigualdades sociais, com ação concentrada para esse fim.

A plataforma do novo partido deve ser elaborada a partir de agora, com a criação de grupos de trabalho em alguns estados, como São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro, Goiás, Tocantins, Roraima e Minas Gerais, para preparar juridicamente o nascimento definitivo do partido. “Não faremos fusão. Fomos convidados por duas legendas respeitáveis, PMDB e PSB, e definimos que o partido caminhará com suas próprias pernas nas eleições municipais do ano que vem, coligado ou com candidatura própria.”

De acordo com o prefeito, o partido não será de oposição e apoiará o governo federal nos projetos que forem importantes para o país e será contra os que não considerar favoráveis ao povo brasileiro. “Mas torcemos muito para que a presidenta Dilma Rousseff faça um bom governo, porque é bom para o país. Eu não votei nela, votei no José Serra e me orgulho disso, mas hoje o Brasil tem um novo presidente. Seja como cidadão, seja como eleitor ou dirigente deste novo partido, estou ao lado daqueles que torcem para o sucesso da presidenta”.

Kassab disse que sempre teve boa aproximação com o governo federal e que, por isso, tomou a decisão de sair do DEM. “Eu me sinto desconfortável em um partido que quer votar sempre contra, porque é contra. Acima dos partidos, existem os interesses do país. Não é possível que estejamos contra um projeto só porque somos oposição. Temos que estar contra um projeto quando esse projeto não é bom para o país”. Ele disse também que sua relação com o PSDB continuará como sempre foi.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASO TRIPLEX
STJ julga nesta terça recurso de Lula no caso triplex
NOVA ELEIÇÕES EM CIDADE DO MS
TRE cassa mandato de prefeita e novas eleições devem ser marcadas em cidade do MS
POLÍCIA
Apontada como chefe do tráfico, vereadora de MS tem prisão mantida
TRÂNSITO
Detran esclarece sobre a Permissão Internacional para Dirigir
GERAL
Ex-aluno da UFMS deve chefiar diretoria responsável pelo Enem
POLÍCIA
Policiais são demitidos por abandono de cargo na Polícia Civil de MS
BONITO - MS
ESF Vila América realiza acompanhamento de doentes crônicos em Bonito
GERAL
MS teve mais de mil motoristas multados por dia em março
CIDADES
Polícia faz 152 blitz em rodovias de MS no feriado
GERAL
Cresce a imprudência e o número de pessoas feridas em acidentes nas rodovias federais de MS