Menu
ITALÍNEA DOURADOS
quarta, 17 de outubro de 2018
KAGIVA
Busca

Preço do álcool já cai nos postos, mas gasolina fica mais cara

11 Mai 2011 - 08h20Por Folha.com

O preço do álcool mantém queda tímida nos postos, e a gasolina não para de subir, segundo levantamento de preços da ANP (Agência Nacional do Petróleo).

Na semana passada, quem abasteceu com gasolina pagou, em média, R$ 2,914, alta de 0,83% em relação ao custo nos sete dias anteriores. A conta é feita com base em pesquisa em pouco mais de 8.700 postos em todo o país.

Já o litro do álcool recuou pela quinta semana seguida. De 1º a 7 de maio, custava, em média, R$ 2,304, retração de 0,90% na comparação com a semana imediatamente anterior.

Nas últimas quatro semanas, o litro da gasolina teve aumento de 4% nas bombas de todo o país, de acordo com levantamento da agência.

O preço do álcool recuou 2,37% em igual período.

Nos postos paulistas, o litro da gasolina ficou estável na semana passada. Era encontrado, em média, por R$ 2,818, preços semelhante ao da semana entre os dias 24 e 30 de abril.

Em quatro semanas, no entanto, a alta é de 4,72%.

O litro do álcool teve queda de 2,9% em uma semana, nos postos paulistas. Para abastecer com o combustível, os consumidores pagaram, em média, R$ 2,075 na semana passada.

Nas últimas quatro semanas, o litro do álcool ficou 5,12% mais barato nos postos de São Paulo.

RECUO NA USINA

Na semana passada, o álcool anidro, principal causador da alta da gasolina nas últimas semanas, devido à pouca oferta do combustível, recuou para R$ 1,8817 por litro, em média, na porta das usinas paulistas, segundo pesquisa Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada). O preço não inclui impostos.

Esse preço registrou queda de 21% em relação ao valor médio da semana passada.

Ao recuar para R$ 1,88 por litro na semana passado, o anidro --que vai misturado à gasolina-- esteve R$ 1 abaixo do pico registrado nesta entressafra, quando chegou a R$ 2,88 na usina.

Ou seja, o valor da gasolina já pode recuar R$ 0,25 por litro, uma vez que a mistura do anidro ao derivado de petróleo é de 25%.

O etanol hidratado, ao recuar para R$ 1,0651, caiu 20%.

O avanço da safra, e a consequente oferta maior de álcool, fez o preço do produto despencar nas usinas paulistas.

Editoria de Arte/Folhapress

LOBÃO

Ontem, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, garantiu que o combustível --incluindo a gasolina-- iria cair já na segunda-feira.

"A partir de hoje (ontem) poderemos perceber nitidamente a redução do preço do etanol na bomba", disse ao participar de uma sessão solene no plenário Câmara, na manhã de ontem.

A gasolina e o álcool apresentaram aumentos substanciais nas últimas semanas por causa das instabilidades no mercado internacional e também pela redução da oferta de álcool anidro na entressafra da cana-de-açúcar.

"O governo tomou as medidas necessárias, mas precisamos entender que esse é um mercado livre. Precisamos agora elevar drasticamente a produção para que, com o excesso de oferta, se possa ter a redução dos preços", acrescentou Lobão, ontem.

Ele reforçou que a ANP (Agência Nacional de Petróleo) passará a ter a responsabilidade de cuidar, também, do etanol. E admitiu que em alguns Estados há cartel nos postos de gasolina --as punições para isso serão rigorosas, disse. Pode haver cobrança de multa e até o fechamento do posto.

PETROBRAS

Outra medida anunciada pelo ministro Lobão --na semana passada-- para regular o preço do etanol, é a maior participação da Petrobras na produção do combustível.

Lobão disse que a ideia é que a estatal seja responsável pela produção de 12% a 15% do etanol produzido no país nos próximos quatro anos.

Atualmente, a Petrobras responde por 5% de toda a produção do combustível no país.

Além disso, para tentar conter a alta no preço da gasolina, o governo decidiu alterar o percentual de álcool anidro que é adicionado ao combustível.

Medida provisória estabeleceu o piso mínimo de 18% e o máximo de 25%. A nova regra altera o intervalo de 20% e 25% que vigorou até então. Com a medida, o percentual de etanol na gasolina, que hoje é de 25%, poderá ser reduzido (o governo pode estabelecer o percentual dentro do intervalo).

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENTRETENIMENTO
FAZENDA 10: Dívida de Perlla com ex-empresário ultrapassa R$ 1 milhão
A FAZENDA 10 - ENTRETENIMENTO
'Vaza' passado cabeludo de Fernanda Lacerda e Léo Stronda fora da Fazenda
A FAZENDA 10 - FOGO NO FENO
Mulher de Rafael Ilha detona Gabi Prado e dispara contra peoa: 'Deve sofrer de alguma doença'
RETA FINAL - NOVELA DA GLOBO
Beto confronta Karola: 'Você roubou a vida de outra mulher' em Segundo Sol
OPERAÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL
Temer recebeu R$ 5,9 mi em propinas do setor portuário, diz PF
BONITO - MS - RESULTADO DO CONCURSO
Confira os aprovados no concurso público da Câmara em BONITO (MS)
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Em quatro anos, governo de MS investe R$ 265 milhões em Corumbá
NA REGIÃO DE BONITO
Motorista morre após caminhão cair de serra na MS-382 na região de Bonito (MS)
ESPORTES
Sete atletas representam MS no Brasileiro de Futebol de Mesa
EDUCAÇÃO
Horário de verão vai começar no mesmo dia da primeira prova do Enem