Menu
ITALÍNEA DOURADOS
tera, 18 de dezembro de 2018
KAGIVA
Busca
UNIPAR_PC

Preço das mensalidades nas faculdades de direito varia até 66% em Campo Grande

10 Ago 2011 - 13h00Por Notícias MS

Durante o mês de julho, a Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/MS) enviou ofícios solicitando às universidades e faculdades que atuam em Mato Grosso do Sul, os preços dos cursos que oferecem ao consumidor do serviço privado de educação superior. No total foram 17 estabelecimentos pesquisados, sendo sete na Capital com 52 cursos e 10 estabelecimentos no interior que oferecem 48 cursos.

De acordo com o superintendente do Procon/MS, Lamartine Ribeiro a mesma pesquisa foi realizada no mês de janeiro deste ano e foi possível estabelecer a variação média nos preços de um semestre para o outro. Na Capital, considerando a média de todos os cursos, o serviço de educação superior teve uma queda de 26% para o consumidor. Já no interior, o que se observou foi um pequeno acréscimo de 0,88% entre janeiro e julho.

“Apesar de encontrarmos um menor número de estabelecimentos de ensino superior na Capital do que em todo o interior, o fato é que em Campo Grande as variações de preços entre os cursos é muito maior do que no interior”, comentou o superintendente do Procon/MS.

Pesquisa

O curso de Ciências da Computação no período diurno foi o que mais variou chegando a 188,07% de diferença. Também merece destaque o curso de Administração - diurno com 158,19% de variação, e três da área de saúde sendo Educação Física (93,96%), Fisioterapia (92,30%) e de Enfermagem (82,47%). “Todas essas variações sem dúvida são altas, contudo, o consumidor/aluno, há de considerar o caráter da instituição, sendo essa universidade ou faculdade e ainda, a variação de qualidade que envolve professores, equipamentos, laboratórios, estágios e instalações”, justificou Lamartine Ribeiro.

Nos cursos superiores do interior, a variação é bem menor e em nenhum caso superando a casa dos 35%. A maior variação no curso de Tecnologia em Análise de Desenvolvimento de Sistemas com 34,18% de diferença entre as faculdades.

Lamartine Ribeiro explica que foi escolhido também o curso de Direito, um dos mais procurados para fazer uma comparação entre o interior e a Capital. Em Campo Grande, a média do preço do curso é de R$ 730,09, sendo R$ 498,07 o mais barato e R$ 828,30 o mais caro. Isto representa uma variação de 66,30%, considerando a pesquisa em cinco instituições de ensino.

No interior, o Curso de Direito foi encontrado nas cidades de Rio Verde, Corumbá e Três Lagoas com média do valor da mensalidade de R$ 652,29. A mensalidade mais barata foi de R$ 640,00 e a mais cara foi de R$ 665,00, o que indica variação de 3,91%. Comparando os preços, o Curso de Direito custa em média 11,94% a mais do que no interior. Para Lamartine Ribeiro, o aluno/consumidor deve levar em conta, além do preço, as características da universidade ou faculdade, assim com professores, equipamentos, instalações, etc.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASO MARIELLE
Caso Marielle: suspeito preso era ocupante do carro dos bandidos que mataram vereadora
TRAGÉDIA FAMILIAR
Criança de 2 anos se pendura em tanque de lavar roupas, cai e morre
OPORTUNIDADES
TCE abre 70 vagas em várias áreas para estagiários em MS
BANDIDAGEM - NÃO SOBRE NEM A IGREJA
Em MS, bandidos arrombam porta de Igreja e fogem com dinheiro das doações
FATALIDADE
Operador de máquina de 56 anos morre após acidente grave na Cohab
JARDIM - MS - OPERAÇÃO DA PRF E CIVIL
Grupo de Operações com Cães da PRF e Polícia Civil fazem 'arrastão' durante Operação em Jardim
GOVERNO DO ESTADO DO MS
Governo paga nesta terça-feira R$ 500 milhões em 13º para servidores
DEUS SALVOU BEBÊ E FAMÍLIA
Em MS, Carro capota e duas pessoas ficam feridas na BR-262; cadeirinha salva bebê
PREPAREM O TERERÉ
Semana seguirá de calor intenso e com pouca chuva no MS
13º CHEGANDO
Governo de MS confirma pagamento do 13º salário nesta terça-feira