Menu
ITALÍNEA DOURADOS
segunda, 22 de outubro de 2018
KAGIVA
Busca

Preço da água potável em Campo Grande é o mais caro do país

9 Mai 2011 - 16h50Por Midiamax - Eduardo Penedo e Priscilla Peres

Além de possuir um dos valores mais caros de tarifa de energia, Campo Grande também tem em seu currículo o preço mais caro pelo fornecimento de água. Lembrando que a Capital morena está em cima do aquífero guarani- o maior lençol de água doce do mundo. As informações são do levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo a pesquisa, em Campo Grande o valor cobrado por dez metros cúbicos de água é de 24,80 e foi considerado o mais caro do Brasil. A cidade de Brasília, que é considerada uma das mais caras do país, o valor é de R$ 15,90.

Entre as 27 capitais brasileiras, Campo Grande apresenta altos valores cobrados no fornecimento de água, luz, gás, transporte, alimentação e outros.

O setor de alimentação também puxa a fama de Campo Grande de ser uma das capitais brasileiras com os maiores custos de vida. A cesta básica é a terceira mais cara do país, com valor de R$ 257,48, ficando atrás apenas de São Paulo (R$ 286,52) e Porto Alegre (R$ 264,63).

Os dados que mais chamam à atenção são em relação ao preço do botijão de gás de cozinha. Um botijão de gás de cozinha, na capital, chega a R$ 48,17. Não há outra capital que supere este valor. Em outras capitais chegam a custar menos de R$ 40.

Já no setor de transportes o valor do passe de ônibus é reconhecido como a segunda mais cara do país com o valor de R$ 2,70. Em São Paulo o valor da passagem é de R$ 3.

De acordo com diretor-Presidente da Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Campo Grande (AGEREG), Marcelo do Amaral, o preço da tarifa de água em Campo Grande é normal, considerando que em dez ano o  salário mínimo aumento 255 % e a tarifa de água subiu 155%. Ele explica que o valor da tarifa foi  fixada em 1999 e teve como base o valor praticado pela agência estadual e a tarifa vem sendo corrigida a cada ano de acordo com o índice monetário- INPC.

Ele lembra que Campo Grande está entre as capitais que tem o melhor atendimento com mais de 99% da população com abastecimento de água.

Consumidor

A dona de casa Genessi Quaresma Silva,  53 anos, moradora do bairro Tiradentes,  diz que no dia-a-dia faz de tudo para economizar água, mesmo a conta de água mensal custa em média 180 reais.

Genessi explica que costuma usar a água que lava roupa para lavar a varanda e no quintal tem uma caixa d’água que aproveita a água da chuva para limpar a casa e assim economizar um pouco mais.

Na residência moram apenas dona Genessi, o policial civil aposentado, Manoel Almeida, 57 anos e o filho. Mesmo com economia no consumo e poucas pessoas em casa, a conta já chegou a custar R$ 280, conta Manoel Almeida.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA DA GLOBO
Segundo Sol: Por Karola, Deborah Secco passa a tesoura no cabelão; veja o novo visual
MUNDO DA TV
Fábio Porchat pede demissão da Record
A FAZENDA 10 - ENTRETENIMENTO
A Fazenda 10: Rafael Ilha fala sobre uso de drogas e desabafa sobre 33 internações e as 9 overdoses
NOVELA DA GLOBO - SEGUNDO SOL
Segundo Sol: Karola e Remy se juntam, e impedem Laureta de matar Beto Falcão
A FAZENDA 10 - SURPRESA CHEGANDO
A Fazenda 10 guarda segredo que pode trazer de volta peoa eliminada; entenda
RIO BRILHANTE - ACIDENTE FATAL
Caminhonete invade pista, bate em motocicleta e mata casal em Rio Brilhante
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Governo de Reinaldo Azambuja interliga por estradas o Pantanal secularmente isolado
IBOPE NO MS - PESQUISA
IBOPE em Mato Grosso do Sul, votos válidos: Azambuja, 53%; Odilon, 47%
BONITO - MS - AÇÕES MEIO AMBIENTE
SEMA distribui frutas produzidas no Viveiro de Mudas Nativas de Bonito (MS)
BONITO - MS - REFORMA
Prefeitura reforma instalações do Programa Bolsa Família que atende 650 beneficiários em Bonito (MS)