AGÊNCIA_SUCURI_MEGA_BI
Bonito Informa - Notícias de Bonito e região
Bonito, 19 de Novembro de 2017
DELPHOS_FULL
16 de Abril de 2011 16h02

PPS de MS fecha diretórios, expulsa 20 vereadores, 1 prefeito e 1 vice

Midiamax - Celso Bejarano

O presidente estadual do PPS, o vereador Athayde Nery anunciou nesta manhã a expulsão de 22 filiados do partido, entre os quais um prefeito, um vice-prefeito e 20 vereadores, um deles Mário Cezar, de Campo Grande. Além dessa leva 11 diretórios da legenda foram fechados.

Infidelidade partidária motivou o “corte na própria carne”, segundo interpretação do parlamentar. Na eleição passada, o PPS aliou-se ao governador reeleito André Puccinelli, do PMDB. A maioria dos expulsos apoiou o ex-governador Zeca do PT.

Nota publicada pela assessoria do partido diz que a medida foi tomada com base nos pareceres da Comissão de Ética, em cumprimento as Resoluções Orgânicas Nacionais da Legenda.

“Se não fizessemos isso estaríamos fadado a uma vala comum, achando que política é coisa de malandro”, disse Athayde. Para presidente do PPS as expulsões, “ao contrário do que parece, não fragiliza e, sim, fortifica a legenda”.

“É como se um palmeirense torcesse pelo Corinthians, alguém que se casasse com a intenção de ter uma amante. Isso não é correto, precisamos construir a partir de agora uma democracia participativa”, disse ele ao comentar sobre as expulsões por infedelidade partidária.

Conforme os pareceres da Comissão de Ética, a maioria dos expulsos incorreu em infidelidade partidária por ter se envolvido publicamente em candidatos de outros partidos, fato constatado com base no resultado eleitoral dos municípios.

Ainda foram feitas três advertências públicas, dois arquivamento de processo e dois representados na Comissão de Ética pediram desfiliação, informou a assessoria da legenda.

De acordo presidente regional do PPS, vereador Athayde Nery, foram cumpridos todos os procedimentos previstos no Estatuto do partido, dando a todos o direito à defesa perante a comissão de ética e do plenário. “Não é fácil fazer isso, mas é decisivo para a democracia, em um processo de resgate do respeito da população aos partidos políticos e a representação”, destacou.

Também atendendo as resoluções nacionais, o PPS/MS destituiu os diretórios de Angélica, Aral Moreira, Eldorado, Glória de Dourados, Itaporã, Jaraguari, Jardim, Jateí, Pedro Gomes, Rio Verde de Mato Grosso e Santa Rita do Pardo e reestruturou os de Campo Grande, Bataguassu, Dourados e Maracaju.

Eis a lista dos expulsos:

Willian Douglas de Souza Brito, prefeito de Rio Verde de Mato Grosso

Mauro Fascincani, vice-prefeito de Angélica

Vereadores

Luciano Bragança, Angélica

Luiz Antonio Milhorança, Angélica

Wezer Lucarelli, Aquidauna

Randerson Lima, Bataguassu

Joaquim Martos de Moraes, Brasilândia

Mario Cesar Fonseca, Campo Grande

Jose Anacleto da Silva, Eldorado

Agnaldo Santos, Eldorado

Claudio Beraldi, Eldorado

Fausto Jose de Souza, Glória de Dourados

Gerson Carneiro Escobar, Itaporã

Pedro Henrique Tavares, Itaporã

Helio Tadeu Ruiz, Jardim

Sergio Henrique Braga, Jardim

Rose Monica Duck Ramos, Jateí

Francisco Alves Araújo, Jateí

Antonio Marcos Teodoro, Pedro Gomes

Willian Fontoura, Pedro Gomes

Jose de Freitas Neto, Rio Brilhante

Flávio Roberto Alves Britto, Rio Verde

Comentários
Veja Também
conde_foto
Últimas Notícias
  
bonito_celular
ANUNCIE AQUI
dothCom © Copyright BonitoInforma - Todos os Direitos Reservados.