Menu
ITALÍNEA DOURADOS
domingo, 24 de junho de 2018
KAGIVA
Busca

Polícia prende dona de casa que produzia crack na cozinha

12 Mar 2011 - 16h07Por Folha.com

 A Polícia Civil de São Paulo descobriu um laboratório de beneficiamento de cocaína e produção de crack na favela Funerária, na zona norte da capital paulista.

A ação dos integrantes da Deic (Delegacia de Repressão a Roubo a Bancos do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado) na tarde de sexta-feira (11) resultou na prisão da dona da casa A.C., de 27 anos, autuada por tráfico de drogas.

As atividades de mistura para aumentar a quantidade de cocaína e de produção de crack eram realizadas na cozinha de uma casa na rua Belo Horizonte.

A equipe aprendeu, pelo menos, 2.000 tubos contendo cocaína e crack e encontrou ainda produtos químicos, lança-perfume, balanças, liquidificador e 5.000 recipientes para condicionar as drogas, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública.

Os policiais descobriram o local ao investigar informações sobre suspeitos envolvidos em roubos a bancos na favela.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE E JARDIM
Uems abre concurso para professores efetivos em Campo Grande e Jardim
VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
Padrasto acerta murro na boca de criança ao tentar agredir esposa
BONITO - MS - CASO DE POLÍCIA
Polícia Militar prende jovem por uso de drogas em vias publicas próximo a escola em Bonito (MS)
SUCURI NA RODA - VÍDEO
VÍDEO: bombeiros retiram roda de carro para fazer ‘resgate’ de sucuri de 2 metros
BONITO - MS - FOTOS
Veja as FOTOS da palestra de Augusto Cury na Câmara em Bonito (MS)
MERCADO DE TRABALHO
Programa inédito da GOL para trainees recruta formados em qualquer curso
UNIPAR - EAD - DOURADOS - CONVÊNIO FECHADO
Unipar EAD fecha convênio com Grupo Abevê garantem até 25% de desconto nas mensalidades em Dourados
JUSTIÇA
OAB anuncia novo recurso contra cobrança de bagagem em aviões
GERAL
Nova portaria regulamenta expediente de servidores em jogos do Brasil
OPORTUNIDADES
Seleção de estagiários do MP/MS aplica prova domingo em 37 cidades